Economia

Estudo britânico diz que petróleo pode entrar em decadência em três anos

O fim da era do petróleo pode estar mais perto do que se imagina. Bem mais perto. Segundo um estudo britânico, a demanda global por petróleo e carvão mineral pode parar de crescer a partir de 2020. E começar a cair a partir daí. Os pesquisadores avaliam que a queda no custo de energias renováveis deve inviabilizar os investimentos em combustíveis fósseis e acelerar uma transição para uma economia mais limpa. O estudo Espere o inesperado – O poder disruptivo das tecnologias de baixo...

Leia mais...

A tolice das análises econômicas atuais

"Temos que articular os dois fatores: o ecológico (objetivo) e o sensível (subjetivo): caso contrário dificilmente escaparemos, mais cedo ou mais tarde, da ameaça de um colapso do sistema-vida. " Leonardo Boff Sigo com atenção as análises econômicas que se fazem no Brasil e pelo mundo afora. Com raras e boas exceções, a grande maioria dos analistas são reféns do pensamento único neoliberal mundializado. Raramente fazem uma auto-crítica que rompa a lógica do sistema...

Leia mais...

Número de endividados e inadimplentes cai em outubro

O número de famílias endividadas ou com contas em atraso caiu em outubro deste ano, segundo dados da Pesquisa Nacional de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). O número de famílias sem condições de pagar suas contas caiu. De acordo com a pesquisa divulgada hoje (23), o percentual de famílias com dívidas como cartão de crédito e financiamento, entre outras, caiu de 63,1% em setembro para 60,2% neste mês. Em...

Leia mais...

Principais dívidas das famílias são com cartão de crédito

O percentual de famílias endividadas caiu e a proporção das inadimplentes manteve-se estável na passagem de agosto para setembro deste ano. Segundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), divulgada hoje (24) pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), 63,1% das famílias têm dívidas em setembro. Em agosto, o percentual era 63,6%. Já os inadimplentes, ou seja, aqueles que têm dívidas em atraso, mantiveram-se em 19,2%, de acordo com a...

Leia mais...

Inflação e baixo crescimento desafiam o próximo governo, dizem economistas

O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), Eduardo Eugênio Gouvêa Vieira, e o diretor do Centro de Economia Mundial da Fundação Getulio Vargas (FGV), Carlos Langoni, disseram, no dia 22/9 que o baixo crescimento e a inflação alta são alguns dos principais desafios do próximo governo. Os economistas abriram o seminário Cenários Pós-Eleição. O evento contou com a presença de representantes da área econômica das candidaturas dos presidenciáveis Aécio Neves...

Leia mais...

Acianf promove concurso de vitrines no Natal

A Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Nova Friburgo (ACIANF), promove o Concurso de Fachadas de Lojas e Vitrines, em que todas as lojas da cidade podem se inscrever e competir. O concurso é uma forma de transformarmos nossa cidade, começando por cada um de nós arrumarmos nossos estabelecimentos, para receber nossas visitas e passarmos para elas a essência do Natal, que é o acolhimento e trazer de volta a memória, boas lembranças associadas a este feriado tão especial....

Leia mais...

Como a Costa Rica virou um fenômeno verde mundial

Não é só no futebol que a Costa Rica surpreende. Com inovação, planejamento e boa gestão, este pequeno país da América Central mandou para escanteio uma das maiores taxas de desmatamento do mundo, transformando-se em exemplo de conservação ambiental e disputado destino de ecoturismo. Na década de 70, quase 80% da cobertura florestal da Costa Rica havia praticamente desaparecido para dar espaço à criação de gado para produção de carne bovina, que tinha como principal comprador (e financiador)...

Leia mais...

Quanto de barbárie existe ainda dentro de nós?

O ser humano é uma equação ainda não resolvida: cloaca de perversidade para usar uma expressão de Pascal e ao mesmo tempo irradiação de bondade de uma Irmã Dulce na Bahia que aliviava os padecimentos dos mais miseráveis. Leonardo Boff Perversidades sempre existiram na humanidade, mas hoje com a proliferação dos meios de comunicação, algumas ganham relevância e suscitam especial indignação. O caso mais clamoroso, nos inícios de maio de 2014, foi o linchamento da inocente Fabiane Maria de...

Leia mais...

5 ideias para economizar água no dia a dia

Fundação SOS Mata Atlântica A água é um bem essencial para a vida no planeta, mas problemas como a poluição, a destruição das fontes e o desperdício deste recurso coloca em risco a sua oferta. A situação é tão crítica que cresce o número de cidades com risco de desabastecimento. Já está mais do que na hora de olhar com carinho e cuidado para este recurso que está no ambiente ao nosso redor e dentro de nós. Confira algumas ideias para economizar água: 1....

Leia mais...

A erosão do sentido da vida e as manifestações de rua

“(...) nossos desafios ambientais, econômicos, políticos, sociais e espirituais estão interligados”; é esta interligação real mas, em parte inconsciente, que leva milhares às ruas querendo outro mundo possível e agora necessário. Está lentamente ficando claro que as massivas manifestações de rua ocorridas nos últimos tempos no Brasil e também pelo mundo afora, expressam mais que reivindicações puntuais, como uma melhor qualidade do transporte urbano, melhor saúde, educação, saneamento,...

Leia mais...

O sonho de uma civilização realmente planetária

“Em parte, o desamparo atual que toma conta de grande parte da humanidade, se deriva de nossa incapacidade de sonhar e de projetar utopias.” Leonardo Boff Em parte, o desamparo atual que toma conta de grande parte da humanidade, se deriva de nossa incapacidade de sonhar e de projetar utopias. Não qualquer utopia. Mas aquelas necessárias que podem se transformar em topias, quer dizer, em algo que se realiza, mesmo imperfeitamente, nas condições de nossa história. Caso contrário, nosso futuro...

Leia mais...

Crédito, capacitação e infraestrutura impulsionam a floricultura no Estado

Incentivada pelo programa Florescer, atividade alcança a segundo posição na produção nacional Eduardo Laje tinha apenas 11 estufas em seu sítio de pouco mais de um hectare, localizado em Vargem Alta, no distrito de São Pedro da Serra, em Nova Friburgo. Havia espaço para a expansão do seu negócio, mas o custo para a construção de novas estruturas para plantio era alto. Como muitos outros floricultores da região, Eduardo recorreu ao programa Florescer, iniciativa da Secretaria Estadual de...

Leia mais...

O Impacto da alimentação na saúde do nosso corpo,da sociedade e do meio ambiente.

Reflita profundamente: “O que estou comendo? Que sistema estou financiando com minhas escolhas? Como meu alimento é produzido? Quem produz meu alimento? Qual impacto da minha dieta na saúde do meu corpo? E no meio ambiente?” Nilson Dias Muitas vezes pensamos que a alimentação tem um impacto apenas na saúde do nosso corpo, muitos até ignoram este fato tão óbvio. Porém, nossos hábitos alimentares estão diretamente relacionados com a economia, com o meio ambiente, com a cultura, com a...

Leia mais...

Impactos negativos ao meio ambiente custam US$ 4,7 trilhões por ano

A iniciativa Economia dos Ecossistemas e Biodiversidade, Teeb, calcula que os 100 principais fatores de impacto negativo ao meio ambiente custam, por ano, US$ 4,7 trilhões, ou mais de R$ 9 trilhões, para a economia mundial. A queima de carvão para geração de energia no leste da Ásia gera um gasto de US$ 453 bilhões por ano e lidera o ranking. Já a criação de gado na América do Sul é a segunda principal causa das perdas econômicas. O relatório da Teeb, parceira do Programa da ONU para o Meio...

Leia mais...

Avaliações econômicas subestimam impactos de mudanças climáticas

O economista Lorde Stern admite ter subestimado custos e riscos Lorde Stern publicou primeiro relatório com avaliação sistematizada de prejuízos e custos de adaptação à mudanças climáticas, conhecido como relatório Stern A mudança climática parece muito mais ameaçadora do que há seis anos, e o mundo marcha na direção de um aquecimento de 4 graus celsius até o fim do século em relação à era pré-industrial, declara o Lorde Nicholas Stern, professor de economia e diretor do Instituto Grantham...

Leia mais...