26/10/2007 Noticia AnteriorPróxima Noticia

No Brasil, metade dos municípios promovem inclusão digital

Informação é de relatório com dados municipais do IBGE, divulgado nesta sexta. Região Sul ganhou destaque: 59,4% de seus municípios têm políticas de inclusão.

Pouco mais da metade dos 5.564 municípios brasileiros (52,9%) possuíam em 2006 algum plano ou política de inclusão digital, como a criação de telecentros. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (26) pelo Instituto Brasileiro de geografia e Estatística (IBGE) no relatório Perfil dos Municípios Brasileiros de 2006. O tema inclusão digital nunca havia sido abordado antes por essa pesquisa, criada em 1999.

Dos municípios com iniciativas relacionadas ao incentivo do uso de computadores, 45,7% tinham telecentros criados por iniciativa da prefeitura. Alem disso, 40,7% ofereciam em 2006 máquinas com acesso à internet disponibilizadas para uso do público, enquanto 61,8% tinham computadores na rede municipal de ensino com acesso à internet para alunos e professores.

"A presença da política de inclusão digital está diretamente relacionada ao tamanho da população", diz o relatório. Quando maior a quantidade de habitantes, maiores as chances de haver iniciativas desse tipo.

Nos municípios com mais de 500 mil habitantes, por exemplo, 91,7%apresentaram iniciativas de inclusão digital – porcentagem muito superior à média nacional, que é de 52,9%. A proporção de municípios da região Sul com políticas de incentivo para uso de computadores públicos se destacou: 59,4%, seguida pelo Sudeste (57,9%) e Centro-Oeste (52,6%). As regiões Norte (35,6%) e Nordeste (48,4%) ficaram abaixo da média nacional.

Os municípios que mais criaram telecentros por iniciativa das prefeituras foram os dos Estados da Bahia (65,6%), Rio Grande do Norte (63,6%), Acre (61,5%) e Tocantins (69%). Na contramão, os Estados com menor proporção na criação de telecentros pelas prefeituras foram Rondônia (10,5%), Roraima (14,3%), Mato Grosso do Sul (22,2%), Santa Catarina (24,2%), Mato Grosso (24,3%) e Pará (26,4%).

O estudo define os telecentros como espaços com computadores conectados à internet, com uso livre dos equipamentos, cursos de informática e oficinas especiais. "É um projeto de uso intensivo da tecnologia da informação, visando a inserção do cidadão na sociedade da informação o fortalecimento do desenvolvimento local", explica.

Administração

Dos 5.564 municípios brasileiros, 99,9% tinham em 2006 computadores na administração municipal – apenas dois municípios não possuíam máquinas e um não respondeu aos quesitos da pesquisa relacionados à informática. Entre as administrações com computadores, 96,8% também tinham acesso à internet. Os números foram maiores considerando apenas as administrações dos municípios com mais de 500 mil habitantes: 100% possuíam computadores com acesso à internet.

Também em 2006, 48,1% dos municípios do país disseram ter páginas na internet – em 2004, esse percentual ficou em 38,9%. A existência de sites chega a 92,6% nas regiões que têm entre 100 mil e 500 mil habitantes. Entre os municípios com população superior a 500 mil, 100% têm páginas na internet.

Por: Assessoria de Comunicação