10/10/2007 Noticia AnteriorPróxima Noticia

Escola cria centro de Coleta Seletiva no Engenho de Dentro

No dia 3 de outubro, a comunidade escolar da Escola Técnica

Estadual Engenheiro Silva Freire cumpre a etapa mais importante do

projeto "Inclua-se Nessa": recolherá todo o material armazenado pelos

moradores do entorno do bairro do Engenho de Dentro, onde a unidade

está localizada, e vai criar na escola um centro de coleta seletiva de

materiais recicláveis.

No dia 26 de setembro, professores, alunos e funcionários da ETE

Engenheiro Silva Freire, em parceria com a Associação de Moradores,

visitaram as redondeza distribuindo um informativo e sacos de lixo de

200 litros, com o propósito de mobilizar a comunidade para a

importância da coleta seletiva de materiais recicláveis.

Ainda hoje, eles farão a seleção do material arrecadado para

encaminha-lo às empresas e/ou cooperativas, com o propósito de

estabelecerem parcerias para a estruturação de Centro .

Esta iniciativa integra o programa Agenda 21Escolar: Formando Elos de

Cidadania" cujo objetivo é incentivar ações que contribuam para a

educação ambiental do nosso Estado.

O Programa Agenda 21 Escolar

A Faetec participa do programa com escolas que já desenvolvem projetos

de educação ambiental. São as Escolas Técnicas Estaduais (ETEs)

Visconde de Mauá, João Luiz do Nascimento, Juscelino Kubitschek,

Herbert Daniel de Souza, Oscar Tenório, Adolpho Bloch, República,

Ferreira Viana e Engenheiro Silva Freire.

A Agenda 21 é um documento gerado a partir da Conferência das Nações

Unidas Sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, que aconteceu no Rio,

conhecida como Eco-92, e visa à criação de um ambiente justo e

saudável, com o equilíbrio perfeito entre o ser humano, a natureza e a

economia, sem prejudicar o desenvolvimento, a qualidade de vida, e o

meio ambiente planetário.

Seguindo essa idéia, surgiu a Agenda 21 Escolar, visto que a escola é

uma comunidade que tem influência efetiva não apenas dentro de seus

muros, nos momentos de instrução dos alunos, mas também em toda a

comunidade formada pelos respectivos familiares e moradores de seu

entorno.

Por: Assessoria de Comunicação da Secretaria de Meio Ambiente RJ