07/08/2007 Noticia AnteriorPróxima Noticia

Projeto prepara agricultores no Rio para práticas menos agressivas ao meio ambiente

Alana Gandra

Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro - Cerca de 500 famílias do estado deverão estar capacitadas nos próximos dois anos para a adoção de práticas agrícolas e florestais que não agridam o meio ambiente. Elas serão atendidas pelo projeto Semeando o Verde, que tem recursos de aproximadamente R$ 750 mil, provenientes do Fundo Nacional do Meio Ambiente.

Coordenado pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (Uenf), o projeto foi iniciado em 2004, abrange sete municípios e acabou de ser renovado até 2009. Tem como parceiros a Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), a Embrapa-Agrobiologia e a Empresa de Assistência Técnica do Rio de Janeiro (Emater Rio), com apoio do Instituto Estadual de Florestas (IEF).

Na Uenf, a coordenadora do projeto, professora Deborah Guerra Barroso, informou que o Semeando o Verde tem como objetivo “estimular os produtores rurais nas práticas florestais e agroflorestais, e na adequação ambiental”. E também capacita os agricultores para o acesso ao crédito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) nas modalidades Florestal e Eco-Sustentabilidade Ambiental.

Mais de 700 agricultores já foram capacitados em cultivos que oferecem boas perspectivas econômicas, segundo Deborah Barroso. "A meta prevista para o período era chegar a 500 pequenos produtos, mas acreditamos que até 2009 serão mais de mil capacitados", disse.

Ela destacou também que o projeto contribui para o aumento da geração de emprego e renda no interior, entre os agricultores familiares. “É uma nova alternativa de produção, com certeza, e de renda para esses produtores", disse.

Professora do Centro de Ciências de Tecnologia Agropecuária da Uenf, Deborah Barroso informou ainda que os agricultores participam de experiências práticas chamadas Dias de Campo, em que visitam unidades experimentais implantadas pelo projeto e suas instituições parceiras. Já existem 24 dessas unidades, onde é demonstrada a viabilidade dos sistemas propostos, e a meta é chegar a 30.

As entidades parceiras participam do Semeando o Verde por meio da distribuição de mudas e da capacitação dos produtores rurais em diferentes regiões do estado. Mais de 54 mil mudas já foram distribuídas.

Por: Agencia Brasil