31/07/2007 Noticia AnteriorPróxima Noticia

Concessões de florestas poderão gerar 8,5 mil empregos diretos, prevê diretor do SFB

João Porto

Da Rádio Nacional da Amazônia

Brasília - As concessões de florestas federais poderão gerar 8,5 mil empregos diretos nesse primeiro ano, previu hoje (25) o diretor-geral do Serviço Florestal Brasileiro, Tasso Rezende de Azevedo, ao final da 8ª reunião da Comissão de Gestão de Florestas Públicas, iniciada ontem (24), para discutir o Plano de Outorga Florestal 2007-2008.

A secretária de Biodiversidade e Florestas do Ministério do Meio Ambiente, Maria Cecília Wey de Brito, presidiu a reunião. O Plano de Outorga prevê que 1 milhão de hectares de florestas públicas podem ser liberados para uso da iniciativa privada nos próximos dois anos. A área só poderá ser utilizada se forem mantidas as técnicas de manejo sustentável para a extração de madeira, ou seja, retirada com impactos ambientais mínimos.

Na reunião também foi apresentado o primeiro cadastro de florestas públicas federais, que revela que dos 193 milhões de hectares incluídos, apenas 7% das florestas públicas serão destinadas para uso por empresas privadas. O levantamento do Serviço Florestal Brasileiro (SFB) aponta que 121 milhões de hectares são destinados para a exploração comunitária, ou seja, os recursos só poderão ser usados por comunidades tradicionais.

De acordo com o cadastro, 55 milhões de hectares das glebas federais estão em unidades de conservação ambiental e não podem ser explorados.

Por: Agencia Brasil