03/10/2015 Noticia AnteriorPróxima Noticia

O FRICINE 2015 é uma ótima notícia!

O FRICINE exibirá 53 filmes de vários países, selecionados entre 180 filmes, que mostram a busca social por sustentabilidade, resiliência, superação e renovação. O espaço principal de exibição da mostra 2015 será a Usina Cultural, em Nova Friburgo, de 24 de outubro à 1 de novembro, com entrada franca.

O 5º Festival Internacional de Cinema Socioambiental trará em seu formato e em sua programação a resiliência, superação, renovação e busca de sustentabilidade.

Tendo como principal objetivo exibir para a população de Nova Friburgo os filmes selecionados em 2011 para a mostra competitiva internacional da sua 5ª edição, o festival finalmente será realizado de 24 de outubro a 1 de novembro, tendo como principal espaço a Usina Cultural Energisa, no coração de Nova Friburgo.

De forma totalmente gratuita para a população, o FriCine 2015 oferecerá exibições de filmes, debates, oficinas, exposições e apresentações artísticas e culturais. Tudo organizado num formato econômico e despojado. O evento também levará parte da sua programação a outras localidades do município.

Programado inicialmente para ocorrer em 2011, a 5ª edição do Festival foi adiada por mais de uma vez em função da tragédia climática ocorrida naquele ano na região serrana do estado, e dos sucessivos problemas administrativos e políticos da Prefeitura de Nova Friburgo que terminaram por inviabilizar o repasse, ao FriCine, dos patrocínios que já estavam aprovados para a produção do Festival.

Agora, apesar de não dispor dos recursos financeiros necessários para produzir um festival nos moldes anteriormente projetados, o FriCine conta com a Fundação Cultural Ormeo Junqueira Botêlho, da Energisa, para oferecer ao público a oportunidade de assistir aos 53 filmes, selecionados em 2011 dentre 180 produções de 34 países de 5 continentes.

Alguns desses filmes continuam inéditos no Brasil e muitos já foram premiados em nosso país e no exterior. O mais importante é que apesar do tempo transcorrido nenhum perdeu a sua atualidade, pois os problemas ambientais e sociais em nosso país e no mundo inteiro estão longe de serem solucionados.

Os filmes selecionados para a competição em 2011 serão agora julgados por juri popular que atribuirá aos escolhidos nas categorias de curta, média e longa metragem, o Prêmio Alcantarea Imperialis.

Dentre outros destaques da programação estarão os debates “Mobilidade Urbana e os 200 anos de Nova Friburgo”, “O Poder da Mídia na Formação e no Comportamento do Cidadão”, “O Pólo Audiovisual de Nova Friburgo” e a oficina de Capacitação em Linguagens Audiovisuais ministrada por Bete Bullara, diretora do Cineduc, uma profissional internacionalmente consagrada.

O FriCine tem por objetivo exibir, divulgar e premiar filmes, vídeos, idéias e ações que contribuam para promover a superação dos problemas que perturbam a paz da humanidade e ameaçam a vida na Terra. Como “cinema socioambiental” o festival considera filmes e vídeos de todos os gêneros e formatos que enfoquem, como fator determinante de suas narrativas, os mais diversos aspectos das relações e interações da espécie humana com o seu meio natural, numa perspectiva de sustentabilidade ambiental e justiça social.

Pioneiro em seu gênero no Estado do Rio de Janeiro, o Festival teve sua origem em 2006 com o nome de Muri Cine Vídeo Ambiental. Idealizado e produzido pelo cineasta Pedro Luiz Cavalcanti e sua mulher Ana Maria, o Muri Cine teve como principal parceiro o Circuito Turistico Sabor Mury. Em 2008, em busca de um público mais abrangente, o Festival trocou seu principal palco do bairro de Mury para o centro de Nova Friburgo, e mudou sua denominação para Fri Cine Socioambiental. Desde a sua 1ª edição em 2006 o Festival vem contribuindo objetivamente para a educação e conscientização socioambiental e para a produção e difusão audiovisual em Nova Friburgo.

Mais informações sobre a programação: www.facebook.com/fricine

Por: Pedro Cavalcante