25/02/2013 Noticia AnteriorPróxima Noticia

Municipios devem inovar turismo para a Copa

Brasília, DF - O ministro do Turismo, Gastão Vieira, afirmou que o Brasil se consolidará como grande destino turístico nos próximos anos, ao sediar grandes eventos como a Copa das Confederações e a Jornada Mundial da Juventude, em 2013, Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016. Para isso, o ministro convocou a participação dos novos gestores municipais na implementação de todos os recursos disponíveis para o desenvolvimento das cidades, e colocou todas as instâncias da pasta à disposição.

“Todos vocês têm uma enorme missão a partir de agora. O mundo vai olhar e se surpreender com nossa capacidade de organização e força em superar obstáculos”, afirmou Gastão Vieira, arrancando aplausos da plateia que o assistia, em sua palestra na manhã desta quarta-feira (30.01), no Encontro Nacional com Novos Prefeitos e Prefeitas – Municípios Fortes, Brasil Sustentável. O evento termina hoje, em Brasília (DF).

O ministro lembrou o “Velho do Restelo”, famosa personagem da obra “Os Lusíadas”, do poeta português Luís de Camões, para convocar os prefeitos a fazerem o inverso e ousarem. “Façam o contrário do que prega o pessimista. Aproveitem a oportunidade que os grandes eventos nos trazem e inovem, executem seus projetos! O governo federal e o Ministério do Turismo estão à disposição de vocês. O mundo inteiro vai querer saber que país é esse que aceitou tantos desafios”, completou.

Convocação

O ministro também convocou os novos prefeitos e prefeitas a conhecerem o Sistema de Acompanhamento de Contratos de Repasse (Siacor), que permite o monitoramento em tempo real das ações da pasta em cada cidade e facilita a identificação de pendências, agilizando a implementação de projetos. Criado ano passado, o Siacor foi uma das ferramentas que ajudou a pasta a concluir execução financeira recorde em 2012, de R$ 1,33 bilhão, dos quais 84,6% (R$ 1,1 bi) de restos a pagar.

Outro apelo feito por Gastão Vieira foi para que os gestores municipais se organizem para construir um calendário de eventos a partir de cada cidade, com viés estadual e nacional. O ministro afirmou que a pasta estuda novos critérios para apoiar eventos, de modo a contribuir para melhorar o fluxo turístico das cidades. Um deles é apoiar eventos em primeira edição, desde que justificada sua importância para o turismo.

“O Ministério tem uma resposta para cada desafio que vocês tiverem. Fizemos nosso dever de casa e temos orgulho em poder oferecer a vocês o Siacor. O turismo nasce no município e lá é criado e gerido. Fizemos isso pensando em vocês”. O ministro também anunciou que em breve abrirá o Siconv (Sistema de Gestão de Convênios do governo federal) para o recebimento de novas propostas.

Recursos

Acompanharam o ministro em sua palestra os secretários executivo do MTur, Valdir Simão; de Programas de Desenvolvimento do Turismo, Fábio Mota, e de Políticas de Turismo, Vinícius Lummertz. Valdir Simão fez demonstrações sobre como acessar o Siacor e detalhou a execução orçamentária e financeira do MTur em 2012. O ministro e os secretários também esclareceram dúvidas levantadas por prefeitos de várias regiões do país, além de enfatizarem a necessidade de regularização de obras, para não haver desperdício de recursos.

“Nos preocupa o grande número de obras paralisadas, não iniciadas e atrasadas. É importante que vocês procurem a Caixa Econômica Federal para verificar o andamento de cada obra, pois os atrasos podem implicar em perda de recursos”, explicou Valdir. Das 7.074 obras contratadas, 570 não foram iniciadas, 563 estão paralisadas e 1633 atrasadas. Demora no início das obras e na liberação de empenhos são fatores que podem determinar a perda dos recursos disponíveis.

Por: Ministério do Turismo