27/06/2011 Noticia AnteriorPrxima Noticia

Publicao mostra que ao humana foi responsvel por deslizamentos no Rio

24/06/2011

Publicao lanada na tera-feira (21) ajuda, pela abordagem tcnica e por uma gigantesca documentao em imagens, a desmontar falsos argumentos sobre necessidade de manuteno das reservas legais e das reas de preservao permanente (APPs)

O livro reas de Preservao Permanente e Unidades de Conservao X reas de Risco o que uma coisa tem a ver com a outra o relatrio de inspeo da rea atingida pela tragdia das chuvas na Regio Serrana do Rio de Janeiro no ltimo vero. Foi publicado pelo Ministrio do Meio Ambiente (MMA) com o apoio do WWF-Brasil e outras organizaes.

As concluses so estarrecedoras. Os tcnicos do MMA avaliaram 657 deslizamentos ocorridos numa rea de 6 mil hectares. Constataram que 92% dos acidentes foram ocasionados por ocupaes indevidas das reas. Nos restantes 8% dos casos no foi possvel identificar a presso antrpica como causadora dos deslizamentos.

De acordo com o coordenador do estudo, Wigold Schaffer, as reas mais afetadas so exatamente aquelas que o Cdigo Florestal determina que devem ser preservadas e que a reforma em tramitao no Congresso permite o desmatamento: margens de rios, encostas com alta declividade e topos de morro.

"A constatao que as reas protegidas so as que oferecem riscos quando ocupadas. O estudo demonstra que a interveno antrpica contribuiu para os resultados que ocasionaram em perdas humanas e patrimoniais", disse.

Schaffer contou que as reas de agricultura consolidadas em APPS que a proposta de reforma do Cdigo Florestal quer manter desmatadas - tambm foram muito atingidas. Alm da perda da lavoura, da safra e do solo, houve ainda a morte de cerca de 40 agricultores que construram suas casas dentro de APPs.

De acordo com o superintendente de Conservao do WWF-Brasil, Carlos Alberto de Mattos Scaramuzza, a publicao fundamental para desmontar falsas retricas, mostrando que a raiz do problema est no uso indevido de reas protegidas. Esta publicao ajudar na mobilizao da sociedade e colaborar para dar ao poder pblico a coragem para enfrentar desafios e responsabilidades nas discusses a respeito do Cdigo Florestal, disse Scaramuzza.

A reforma do Cdigo Florestal, que tramita agora no Senado Federal, permite o desmatamento de APPs e de Reservas Legais e anistia todas as ocupaes irregulares de APPs, desobrigando sua restaurao.

Esse desmonte do Cdigo Florestal vai na contramo de pesquisa de opinio feita pelo Instituto Datafolha. O levantamento mostra que a imensa maioria da populao contra as mudanas. Para 85% dos entrevistados, a prioridade deve ser a proteo das florestas e dos rios, e no a produo agropecuria. A pesquisa concluiu tambm que apenas 5% da populao concordam com o perdo a desmatadores. Para 79% dos entrevistados, se a anistia for aprovada pelo Congresso, a presidente Dilma deveria vetar o perdo.

Tambm ontem, o MMA lanou o livro Pagamentos por Servios Ambientais na Mata Atlntica - Lies aprendidas e desafios. O estudo rene 78 iniciativas j em curso na Mata Atlntica. Os projetos contribuem para a restaurao de matas ciliares, proteo e conservao da biodiversidade e aes de conservao e manuteno de recursos hdricos.

Por: WWF Brasil