06/05/2011 Noticia AnteriorPróxima Noticia

Confira o resumo das principais notícias ambientais dos últimos meses.

O banco mundial destinou R$ 34 milhões a fundo perdido para recuperar atividades agrícolas da região serrana assolada pelas chuvas. Serão 20 milhões para infra-estrutura, compra de equipamentose recuperação do solo. Os outros 15 milhões vão para 3.200 produtores agrícolas.

A EMOP afirmou no dia 17 de março que as obras de contenção das encostas na região serrana podem custar até R$ 1 bilhão. São 700 encostas sob risco e que apresentaram sua configuração alterada pelas chuvas. 438 estão em Nova Friburgo e uma das situações mais críticas é a da Vila Amélia.

O bairro de Córrego Dantas será transformado num Parque Ambiental, de acordo com proposição do INEIA.

Em Nova Friburgo, até meados de março, 800 pessoas permaneciamem abrigos da prefeitura. Dos 2.600 desalojados, 1.700 tinham recebido o aluguel social.

Polícia civil concluiu ter havido o resgate de 905 mortos pelas chuvas na região serrana: 426 em Nova Friburgo, 382 em Teresópolis, 71 em Itaipava, 21 em Sumidouro, 4 em São José do Vale do Rio Preto e 1 em Bom Jardim.

Permanecem desaparecidas 350 pessoas;80 em Nova Friburgo, 49 em Teresópolis, 32 em Areal e 2 em Sumidouro.

250 animais foram resgatados dos destroços de residências em Teresópolis e Nova Friburgo. Foram destinados a adoção.

Em Teresópolis manifestantes foram as ruas, dia 16 de março, pedindo a renuncia do prefeito, indignados pela falta de empenho da prefeitura em solucionar para onde irão os desabrigados.

A instalação de uma delegacia da mulher em NF está prometida para setembro, declarou, em março, a chefe da polícia civil, Marta Rocha.

O Estado do Rio criou a sub-secretaria verde com a finalidade de diminuir as emissões de carbono e implantar as tecnologias limpas.

Foram 73 milhões os recursos do ICMS Verde, distribuídos no ano passado aos municípios fluminenses pelo governo estadual.

Nativos da reserva Raposo Serra do Sol estão sendo treinados pelo IBAMA para combaterem o fogo na floresta. A operação faz parte de uma estratégia de prevenção que abrangerá 1000 áreas no país.

100 indígenas protestaram contra a construção da Hidrelétrica de Belo Monte, no Pará, Reunidos em frente ao Congresso Nacional, entregaram um abaixo assinado contra a usina com 5 mil assinaturas e de ongs internacionais.

Senador do Piauí propôs a criação de um modelo de Bolsa Família para estimular agentes ambientais a proteger a atuar na proteção das florestas. O senador espera conseguir mobilizar a preservação com a remuneração.

Até abril o CONAMA aguarda projetos estaduais para implantar a perícia veicular com a finalidade de reduzir a poluição dos escapamentos de carros e caminhões.

A cidade de São Paulo conta com 7 milhões de carros emplacados, densidade que ultrapassa a maioria das cidades americanas.

A lei dos Resíduos Sólidos deu prazo até 2012 para os municípios apresentarem projeto de destinação final do lixo. A partir desta análise, as autarquias terão prazo até 2014 para instituiratividade de catadores de lixo.

Foi criado em Brasília em 12 de fevereiro um comitê visando buscar soluções afim de instituir e regulamentar a atividade de catadores de lixo. Sobressai que estas pessoas colaboram com a limpeza do Meio Ambiente e estima-se que 1 milhão de pessoas estão atualmente neste exercício, todavia apenas 40 mil estão em cooperativas de reciclagem.

A água encontrada junto do reator 2 da usina nuclear de Fukushima, no Japão, apresenta um nível de radiação 10 milhões de vezes maior do que o normal, segundo informou a Agência de Segurança Nuclear do país. A Agência informou ainda que o nível de radiação na água do mar próximo à usina aumentou para 1.850 vezes acima do normal. Segundo a BBC, o aumento da radioatividade em poucas horas já causa muita preocupação - ainda mais porque a origem do vazamento é desconhecida. A identificação da origem do vazamento de água contaminada continua sendo a maior prioridade em Fukushima. Existe a suspeita de que a água radioativa esteja saindo dos reatores e indo diretamente ao mar. Além disto, vestígios de plutônio foram detectados no chão em cinco áreas da central nuclear de Fukushima. A Agência acredita que o plutônio veio do combustível de um dos reatores avariados após o terremoto seguido pelo Tsunami de 11 de março.

Em todo o mundo começa a haver um grande questionamento em relação ao uso de energia proveniente das usinas atômicas.

Desde primeiro de março, o BNDS liberou recursos para a instalação de mais 9 parques eólicos liberou recursos para instalar mais 9 parques eólicos. No ano passado, os contratos somaram 9 mil megawatts. Em julho serão licitados mais 9 mil megawatts. O setor estima que o potencial brasileiro e de aproximadamente 300 mil megawatts.

União Européia anunciou no dia 4 de março que a meta é alcançar 20% de uso da energia renovável; eólica e solar. Em 2010 o nível foi 23 mil megawatts, abaixo dos 20%, o que foi justificado pela crise econômica em países europeus.

As abelhas estão sumindo em Santa Catarina. Vão para o campo e não voltam. As perdas na apicultura chegam a 60%. O fenômeno vem se agravando desde 2006. Ocorre também nas colméias paulistas e em outros países. A aplicação de pesticidas nas lavouras pode ser a principal causa deste fenômeno. Relatam também os apicultores que as abelhas estão morrendo dentro das colônias e no favo com maior frequência. Cerca de 40% das abelhas desaparecem das apiculturas no país. As abelhas são necessárias para a polinização de diversos vegetais, desde o maracujá até árvores até 40 metros de altura.

No Equador, o governo anunciou proposta da ONU para o abandono da exploração das reservas petrolíferas localizadas no Parque Nacional da Amazônia. Tendo sido estimado em 7 bilhões anuais o potencial de receita do negócio, o Equador pleiteia da comunidade internacional que custeie pelo menos a metade desta renúncia em favor da preservação da floresta.

Pesquisadores disseram em 9 de março que as geleiras do Ártico e das Cordilheiras derretem mais rápido do que se supunha.

A FAO se defronta com a queda naprodução de alimentos ao mesmo tempo em que se observa a elevação do consumo em função do aumento do poder aquisitivo nos países da América do Sul, China e Índia. Os prejuízos na agricultura são devidos a problemas climáticos em todo o mundo. Assim, a FAO considera a alta nos preços dos alimentos como inevitáveis.

Por: ForumSec21