23/09/2010 Noticia AnteriorPróxima Noticia

Absurdo: Colocaram fogo no Brasil...

Segundo os bombeiros, em 5 de agosto, haviam 85 focos de incêndio em Nova Friburgo, principalmente, na Granja Spinelli e em outras 32 áreas florestais. Em setembro o quadro foi ainda mais grave. No Brasil e no mundo, o destaque negativo também ficou por conta dos incêndios florestais, trazendo irreparável perda ambiental de vegetação e fauna a milhares de lugares em todo o planeta.Na Rússia, cerca de 10 milhões de hectares foram eliminados pelo fogo. Espanha, Portugal e EUA também sofreram demais com as chamas. No Brasil, o quadro foi gravíssimo e o INPE registrou 40 mil focos de incêndio em todo o país em 18 estados. Tocantins, com 1 milhão de hectares, seguido do Pará, Rondônia e Acre são os estados mais atingidos. Vários parques nacionais foram devastados pelo fogo, inclusive o Itatiaia que queimou durante uma semana, desde 15 de agosto.Segundo o INPE, as queimadas são, em sua maioria, provocadas nas lavouras. Ambientalistas acusam as tentativas da Câmara dos Deputados de reformar o Código Florestal, dando anistia aos desmatadores. Este foi o sinal verde para o agronegócio colocar fogo nas florestas.

Em 23 de setembro, quando esta matéria está sendo postada, incêndios criminosos estão destruindo a Chapada dos Veadeiros. Todos os Parques e Reservas Florestais brasileiras estão sendo fortemente atingidos pelo fogo e pelo descaso.

A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, divulgouem 31/8 dados que indicam que os incêndios no país estariam até esta data, mais concentrados no bioma Cerrado. Em geral, mais de 67% do total de focos localizados no país estão em áreas privadas e acontecem porque fazendeiros e índios usam o fogo como manejo e perdem o controle. De acordo com o levantamento, 13% dos focos estão em áreas indígenas, 8% em assentamentos da reforma agrária e 7% em unidades de conservação.

As queimadas são responsáveis por mais de 75% da emissão de gás carbônico no Brasil, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O dado faz parte da publicação Indicadores de Desenvolvimento Sustentável. Segundo o instituto, o Brasil está entre os dez maiores emissores de gases de efeito estufa.

Um incêndio tinha destruido, até 19 de setembro,25% do Parque Nacional de Brasília. Este é considerado o pior incêndio dos últimos anos pela administração do parque. Em apenas 24 horas, o fogo consumiu 10 mil hectares do total de 42.389 mil hectares da área total do parque. O incêndio que começou às 7h da manhã do domingo (dia19/9) ainda não foi totalmente controlado.

Incêndio criminoso na Chapada dos Guimarães, em 26 de agosto, devorou uma incrível quantidade de florestas na região, perda ainda não estimada.Segundo autoridades, 3 pessoas foram vistas colocando fogo na mata.

O Parque Nacional da Serra da Canastra também foi vítima dos criminosos e teve 70% de sua abrangência tomado pelo fogo, sendo que 80 mil hectares foram completamente destruídos. O parque abriga a nascente do rio São Francisco. O fogo teve origem em queimadas de fazendas.

23 hectares do Parque dos Três Picos foram queimados depois que adolescentes atiraram fogos de artifício sobre a floresta, em Teresópolis.

O Parque Nacional das EMAS, a sudeste de Goiás e divisa com o Mato Grosso, teve 90% da sua reserva florestal consumida pelo fogo em 14 de agosto. Já a Reserva Florestal do Chapadão teve 5 mil hectares incendiados em 18 de agosto.

O Parque Nacional do Lajeado, no Tocantins, foi quase inteiramente destruido pelo fogo em 17 de agosto.No Estado vizinho, o Pico da Serra Negra, em São Thomé das Letras (MG) teve suas florestas dizimadas em 18/08. Nesta mesma data haviam 152 focos de incêndios em Minas.

Até 25 de agosto o IBAMA contabilizava 200 mil hectares de matas consumidas pelo fogo na região centro oeste do país. Segundo a ministra do Meio Ambiente, Isabela Teixeira, a falta de vontade e cuidadosdos agricultores é a causa dos incêndios.

O mais incomum é a falta de atitude e de inconformismo por parte das autoridades com este gigantesco desastre que se abate sobre as nossas matas. É necessária uma moratória urgente com o fogo nas propriedades rurais e perto das áreas de preservação. Batalhões especiais contra o fogo deveriam, urgentemente, serem treinados e equipados para atuar em todo o Brasil. O que está acontecendo é um verdadeiro cataclisma ambiental, um desrespeito a nossa qualidade de vida, as florestas e suas belezas e a biodiversidade.

Segundo o IBGE, especialistas consideram a elevação dos teores de gás carbônico na atmosfera como a grande responsável pela intensificação do efeito estufa.O verão na Rússia tem sido o mais quente em 135 anos. Nuvens tóxicas da queima das florestas cobriram diversas cidades e a capital Moscou. Seus habitantes tiveram que usar máscaras para se protegerem. 5 mil pessoas já morreram pelo forte calor.

Por: Fontes Diversas