19/09/2010 Noticia AnteriorPróxima Noticia

Movimento reforça importância do voto nas eleições

No próximo dia 3 de outubro, milhares de brasileiros irão às urnas para escolher os futuros representantes do país. Antes disso, porém, é importante lembrar o significado do voto nesse momento. É isso que o Movimento Nacional pela Valorização do Voto (Monav) tenta realizar no Brasil: chamar a atenção dos eleitores para a importância do voto na luta contra a fraude e a corrupção eleitoral.

De acordo com Monsueto Araújo de Castro, coordenador do Monav, a intenção é promover a "conscientização do eleitor". Castro explica que a ideia é fazer uma espécie de corrente para a valorização do voto, na qual uma pessoa alerta outras sobre a importância de não vender o voto.

Para isso, ele afirma que é preciso contar com o apoio de outras organizações. "Levamos a mensagem [da valorização do voto] para outras instituições, como igrejas e sindicatos", diz.

Apesar de assumir que é uma tarefa difícil, Castro não desanima e já consegue observar uma melhora em alguns aspectos, como na aprovação da Lei Ficha Limpa. "A cada eleição, o comportamento e as leis vão mudando. Os eleitores têm um comportamento diferente", comenta, acreditando que os eleitores estão "mudando para melhor".

O coordenador aponta que é necessário realizar a campanha porque ainda há pessoas que vendem o voto. "Geralmente, são os eleitores menos esclarecidos que vendem o voto, que trocam por remédio, por festa de batizado e de casamento...", comenta, ressaltando a relação entre corrupção e a pobreza do local. "A tendência é que, nos estados mais pobres, a corrupção seja maior. Os políticos trabalham pouco para o progresso do local, não procuram a valorização do lugar", acredita.

Outra preocupação do Movimento é em relação aos votos brancos e nulos. Castro considera que valorizar o voto é escolher um candidato. Isso porque, na visão dele, ao não votar em nenhum candidato - mesmo como forma de protesto -, o eleitor pode acabar por beneficiar alguém que não mereça. "É um protesto que não vai ter influência nenhuma e o eleitor deixou de votar em um candidato melhor para privilegiar o ‘mais ruim’", opina.

Dicas para votar bem

Para o Monav, algumas dicas são importantes para que o eleitor valorize o voto nas eleições. Não contrariar sua opinião, escolher o melhor candidato - e não apenas para agradar a amigos e familiares -, não vender o voto ou trocá-lo por favores, conhecer o programa e o perfil do candidato, e votar em Ficha Limpa são alguns conselhos ressaltados pelo Movimento.

O coordenador do Monav ainda chama atenção para as pesquisas de opinião e alerta a população a não mudar o voto por conta delas. "Existem muitas pesquisas fajutas que acabam influenciando. O eleitor deve votar por conta das propostas do candidato", ressalta.

Para conhecer mais sobre o Monav, acesse: www.monav.com.br

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em parceira com a Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), também promove ação contra a venda de voto. Neste ano, a Campanha Eleições Limpas tem como tema "Não Vendo meu Voto". Mais informações em: http://www.amb.com.br/eleicoeslimpas2010/index.asp

Por: Adital