08/07/2010 Noticia AnteriorPróxima Noticia

Nova Friburgo inaugura a sua primeira Estação de Tratamento de Esgotos.

Rios Limpos novamente. Finalmente, o friburguense terá o tratamento que merece. A primeira Estação de Tratamento de Esgoto da cidade, ETE-Olaria, será inaugurada no dia 13 (treze) de julho. Foram seis meses de obra para dar forma a segunda maior Estação do projeto. A Concessionária Àguas de Nova Friburgo", prevê a construção de mais outras cinco.Nos próximos três anos serão construídas ETEs no Centro, Cônego, Conselheiro Paulino, Ponte da Saudade e Córrego Dantas. Juntas vão tratar cerca de 1 bilhão de litros de esgoto, ou seja, 90% de todo o esgoto da cidade. Volume que hoje, é jogado in natura nos rios da cidade.

COMO VAI FUNCIONAR A ETE-OLARIA

Localizada em uma área de 2.000 m2, na avenida Conselheiro Julius Arp, a ETE- Olaria foi projetada para receber um volume aproximado de 310milhões de litros de esgoto por mês, beneficiando cerca de cinqüenta mil friburguenses de treze bairros do entorno. Além da estrutura arquitetônica diferente dos modelos convencionais de estação de tratamento de esgoto, incluindo o projeto paisagístico feito pelo escritório Burle Marx, a tecnologia utilizada também inova. Pela primeira vez no estado do Rio de Janeiro, uma empresa de saneamento vai utilizar o sistema MBBR - Moving Bed Biologic Reactors, que permite que cerca de 95% por cento da matéria orgânica seja removida durante o processo de tratamento do esgoto. Uma vez captado pelos interceptores, o esgoto chega à estação. As duas primeiras etapas são o hidrociclone e a peneira rotativa, onde são retiradas as partes sólidas do esgoto. Em seguida, vem o tanque anóxico, uma espécie de câmara sem oxigênio onde o nitrogênio (N2) do esgoto é retirado. Depois, segue para os tanques aerados quando milhares de microorganismos se alimentam de toda matéria orgânica.Saindo do tanque o esgoto vai para o decantador, onde o excedente de lodo é decantado. Após essa etapa, o lodo é seco na centrífuga e encaminhado para o aterro sanitário. Já o esgoto tratado é finalmente devolvido aos rios. Um processo inovador que necessita de um espaço relativamente pequeno, sem ruídos e sem emissão de odores.

Por: Assessoria de Comunicação da Concessionária Àguas de Nova Friburgo.