27/06/2010 Noticia AnteriorPróxima Noticia

Ban pede reforço de empresas no apoio às Metas do Milênio

No discurso de abertura conferência do Compacto Global das Nações Unidas, em Nova York, Ban afirmou que é preciso pensar diferente sobre como e onde os investimentos são realizados, sobre a criação de mercados do futuro e de oportunidades de crescimento.

Líderes de empresas podem e devem exercer papel central na criação de uma nova era de prosperidade e desenvolvimento no mundo.

A afirmação foi feita nesta quinta-feira pelo Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, durante a 3ª. Conferência de Líderes do Compacto Global das Nações Unidas, em Nova York.

Diferente

O evento de dois dias reúne executivos de negócios, ministros, representantes de ONGs e da sociedade civil. No discurso de abertura, Ban afirmou que é preciso pensar diferente sobre como e onde os investimentos são realizados, sobre a criação de mercados do futuro e de oportunidades de crescimento.

Em coletiva de imprensa após a conferência, ele fez um apelo para que empresas façam mais para garantir direitos humanos e trabalhistas, protejam o ambiente e combatam a corrupção.

Ban disse que governos precisam fazer a sua parte com transparência e regulação inteligente, que são base para que as atividades empresariais gerem benefícios.

Apoio

O Secretário-Geral afirmou ainda que é preciso reforçar o apoio às Metas do Milênio. Segundo ele, dez anos de experiência mostraram o que funciona ou não.

Ban disse que o desafio agora é aumentar o compromisso até 2015 e que os investimentos no mundo em desenvolvimento são investimentos em crescimento em todos os lugares.

Ban Ki-moon ressaltou também a necessidade de adoção de novas estratégias e ferramentas para a nova era, e citou o "Modelo de Liderança em Sustentabilidade Corporativa", projeto lançado no evento que indica 50 maneiras para as empresas se destacarem nesse setor.

Por: Radio ONU