12/05/2010 Noticia AnteriorPróxima Noticia

Permacultura pode resgatar o ser humano do individualismo

A sociedade necessita começar a se aprofundar nos três pilares da Permacultura que são: Cuidado com a terra, Cuidado com as pessoas e Preocupação em repartir os excedentes

Muitas propostas estão se colocando no mundo como alternativas ao modelo desenvolvimentista atual, baseado na excessiva exploração do meio ambiente,no consumismo e no individualismo. Entra elas destaca-se a Permacultura.

Os princípios da Permacultura vêm da posição de seus criadores de que “a única decisão verdadeiramente ética é cada um tomar para si a responsabilidade de sua própria existência e de seus filhos”. Aênfase está na aplicação criativa dos princípios da natureza, integrando (e não excluindo) plantas, animais e pessoas num todo harmônico, elaborando também construções e projetos que colaborem com um ambiente saudável, estético e harmônico.

A Permacultura é uma propostaque resgata os costumes que nossos pais e avós tinham, como, por exemplo, guardar sementes, arrancar matinho das calçadas com a faca e não com veneno, construir cisternas para coletar água de chuva e colocar os restos de alimentosna horta como adubo.

O fundamento da Permacultura reside no trabalho cooperativo, na observação atenta da natureza e na transferência dessa sabedoria e atenção para o cotidiano e rotina. No simples princípio de não retirar da Terra mais do que devolvemos a ela, o projeto permacultural envolve o planejamento, a implantação e a manutenção de ecossistemas que possam tera diversidade, a estabilidade e a resistência dos ecossistemas naturais.

A Permacultura é a utilização de uma forma de pensar e conceber os ambientes humanos à partir de princípios ecológicos. É preciso melhor planejar, atualizar e manter os ambientes humanos (jardins, vilas, aldeias e comunidades), tornando-ossustentáveis, justos e financeiramente viáveis.

Quando foi criada?

O conceito de Permacultura foi criado pelos ecologistas australianos Bill Mollison e David Holmgren na década de 1970. O termo veio de permanent agriculture (agricultura permanente), e mais tarde se estendeu para significar permanent culture (cultura permanente).

Os fundadores da Permaculturabuscaram princípios éticos e universais surgidos no seio de sociedades indígenas e de tradições espirituais, que estão orientados na lógica de cooperação e solidariedade num sentido maior, que envolve respeito a todas as formas de vida.

A Permacultura exige uma mudança de atitude de nossa parte que consiste em procurarmosviver de uma maneira mais integrada com o ambiente, não prejudicando os ciclos vitais da natureza mas sim conservando-os e alimentando-os.

Sustentabilidade na agricultura

Na prática, o que tem que ficar claro para aquele que deseja se iniciar na Permacultura é que o alimento saudável, a habitação e a energia devem ser providos de forma sustentável, o que significa criar culturas permanentes.

Na sua origem, aPermacultura é uma síntese de práticas agrícolas tradicionais com idéias inovadoras. Na agricultura, procura unir o conhecimento secular com as descobertas da ciência moderna, proporcionando o desenvolvimento integrado de propriedades rurais de forma viável e segura para o agricultor familiar.

A Permacultura torna possível, entre muitas outras coisas, a utilização da terra sem desperdício ou poluição, a restauração de paisagens degradadas e um consumo mínimo de energia. Quando a ação do permacultor se volta para áreas agrícolas, o resultado é a reversão de situações dramáticas de degradação sócio-ambiental.

Permacultura no espaço urbano

A Permacultura é um movimento que surgiu no campo e se espraiou pelas cidades.Pode ser aplicada em todas as situações necessárias, desde como estruturar o habitat humano até como resolver questões complexas do mundo empresarial e urbano.

Tudo começa por estabelecer em nossa rotina hábitos e costumes de uma vida mais simples e um estilo devida com maior integração e respeito com o meio ambiente e com as outras pessoas,envolvendo-se cotidianamente em atividades de auto-produção dos aspectos básicos de suas vidas como abrigo, alimento, transporte, saúde, bem-estar, educação e energias sustentáveis.

Há quem considere que muitas destas tarefas dão trabalho demais e são perda de tempo já que há “tecnologias”(facilidades) em se adquirir venenos ou depositar os resíduos em um aterro há dezenas de quilômetros de casa ao invés de repensar o lixo que se produz, por exemplo.

Reduzir, Reutilizar e Reciclar.

Os três princípios que se tornaram universais na preservação ambiental não poderiam deixar de ser respeitados também na Permacultura. Afinal de contas, produzimos e consumimos demais e geramos lixo muito além da conta.

A racionalização do uso dos recursos naturais como água, por exemplo, é muito importante para a Permacultura.Outro princípio básico da Permacultura, por exemplo, é colocar próximo aquilo que se utiliza com maior frequência, para despender menos energia com o deslocamento.

Até num apartamento, no centro da cidade, é possível se plantar hortaliças numa floreira ou em vasos; trocar as sementes com um vizinho por adubo orgânico que ele mesmo faz numa composteira doméstica, fazer uma captação de água da chuva nem que seja somente para molhar as plantas, já que a clorada mata os microorganismos da terra.

Os permacultores chamam a atenção para a importância das pessoas não se precipitarem e cairemna onda do consumismo. Para fazer uma composteira doméstica, não é necessário adquirir uma floreira nova, gerar mais resíduo e gasto de energia. Basta reutilizar uma lata de óleo descartada ou outro material que se tenha em casa ou que se encontre abandonado em entulhos.

O praticantes da Permacultura lembram que o individualismo e a competição estão indo na contramão do atendimento das necessidades e do bem-estar das pessoas e dos outros seres à sua volta.A Permacultura pode nos dar respostas a estes e a outros desafios de nossa geração.

Cursos de Permacultura

No Brasil existe desde 2007 um Coletivo de Permacultores que tem difundido a permacultura, criando vivências permaculturais e formação e aprendizado em Permacultura e Bioconstrução.

Seus endereços na Internetsão: www.ipemabrasil.org.br e www.permear.org.br. Em Nova Friburgo existe o TIBÁ, que ensina e difunde métodos de bioarquitetura e permacultura e tem diversos cursos programados para 2010. O endereço do TIBÁ na internet é www.tibarose.com.

A proposta destes grupos visa criar uma consciência prática nas pessoas de modo que elas comecem a repensar e mudar seus hábitos e costumes, conciliando ações humanas na direção da preservação ambiental e da melhoria da qualidade de vida para nós e para as futuras gerações.

Matéria: Dib Curi com informações dos sites citados

Por: ForumSec21