10/05/2010 Noticia AnteriorPróxima Noticia

Estudo do Pnuma mostra ameaça às aves migratórias

Um total de 1.227 espécies de aves migratórias está ameaçado, o equivalente a 12,4% das 9.865 existentes, segundo o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma). "Essas aves têm um papel de indicadores, já que nos permitem observar os efeitos negativos da nossa forma de vida sobre o planeta e sobre a biodiversidade", afirma o diretor do Pnuma, Bert Lenten. Quando uma ave está em perigo de extinção, isso supõe "que as condições de determinados ecossistemas mudaram, o que pode afetar outras espécies dependentes".

A ONU diz que cerca de 19% das aves estão classificadas como migratórias. Um total de 31 espécies se encontra na lista vermelha da União Mundial para Conservação da Natureza . Entre elas, o periquito-de-ventre-laranja, o maçarico-de-bico-fino e o albatroz-das-galápagos. Essas espécies enfrentam ameaças como a agricultura e a invasão de animais exóticos.

Por: O Estadão