03/05/2010 Noticia AnteriorPróxima Noticia

Conferência propõe criação de Ministério de Economia Solidária

A II Conferência Estadual de Economia Solidária no Ceará, que terminou no dia 30 de abril deve apresentar uma proposta diferente em Brasília, na ocasião da II Conferência Nacional de Economia Solidária (CONAES): a criação de um Ministério para o setor.

A conferência cearense faz parte das rodadas obrigatórias para a realização da II CONAES que acontecerá na Capital Federal nos dias 16, 17 e 18 de junho deste ano.

Com o lema: "Pelo Direito de Produzir e Viver em Cooperação de Maneira Sustentável", o evento realizado em Caucaia, região metropolitana da capital Fortaleza, de 28 a 30 de abril, reuniu 350 participantes dos oito territórios que realizaram as etapas regionais do estado.

Segundo Reginaldo Figueiredo, integrante da Rede Cearense de Socioeconomia Solidária, os participantes da Plenária Estadual saíram confiantes ao final do evento. O motivo foi a união entre empreendedores do campo e da cidade e o fortalecimento da rede solidária. "A conferência foi bastante animada, as pessoas estão reconhecendo a Economia Solidária no Ceará como algo forte", declarou.

Além da proposta de criação de um ministério, os 88 delegados eleitos para representar o Ceará em Brasília, deverão reforçar o pedido de criação do Marco Legal para essa economia alternativa.

Os empreendedores e empreendedoras cearenses devem reforçar também a Campanha Nacional pelo Consumo Consciente. "Queremos mostrar que o consumo consciente com alimentos naturais e não industrializados, evita a concentração de renda e beneficia os trabalhadores da Agricultura Familiar", explicou Reginaldo.

"Sentimos o fortalecimento da Rede de Economia Solidária no estado e muitos fóruns regionais devem ser formados", finalizou.

Tatiana Félix

Por: Adital