08/04/2010 Noticia AnteriorPróxima Noticia

Melhor saúde urbana exige mobilização política e da sociedade

Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, pede ação para tornar cidades mais acolhedoras; Dia Mundial da Saúde foi celebrado nesta quarta-feira, 7 de abril.

Melhorar a saúde urbana exige políticas em todas as áreas do governo e sensibilização de todos os setores da sociedade.

A afirmação é do Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, pelo Dia Mundial da Saúde, celebrado ontem, quarta-feira, 7 de abril.

Ameaças

Ban lembrou que pela primeira vez na história da humanidade existem mais habitantes nas cidades do que nas zonas rurais e que também há uma tendência de migração da pobreza para os centros urbanos.

Segundo ele, sete em cada dez pessoas viverão em zonas urbanas até a metade do século, com grande parte do crescimento acelerado em países em desenvolvimento.

Por isso, de acordo com o Secretário-Geral, existem múltiplas ameaças para a rápida urbanização sem planejamento, como saneamento, poluição, circulação e propagação de doenças provocadas pela miséria, tabagismo, crime e violência.

Esforço

Ban Ki-moon ressaltou que a ONU está envolvida no esforço para melhorar a saúde urbana e que, apesar das várias preocupações, há motivos para otimismo.

Ele disse que as causas dos problemas de saúde nas zonas urbanas são conhecidas e citou medidas que vem dando resultado, como estímulo da atividade física e comunidades que trabalham em conjunto para ajudar na redução da violência. Ban pediu ao mundo ação para tornar as cidades mais acolhedoras.

Por: Radio ONU