10/03/2010 Noticia AnteriorPróxima Noticia

Desmatamento pode ser pior que indústria para aquecimento

Desmatamento da Amazônia liberou 51 milhões de toneladas de CO² entre agosto e janeiro passados

O desmatamento da Amazônia entre agosto de 2009 e janeiro deste ano foi responsável pela emissão de 51 milhões de toneladas de CO², segundo dados do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon). 836 quilômetros quadrados de matas foram devastados. Essa taxa de emissões supera, e muito, as emissões da indústria paulista no ano de 2006, por exemplo, que foi de 38 milhões de toneladas de CO².

O dado também é 41% maior do que no período anterior (agosto de 2008 a janeiro de 2009), quando foram emitidas 36 milhões toneladas de CO². A emissão ocorre por meio da queimada da madeira ou da decomposição natural das árvores cortadas. De acordo com o Imazon, em alguns casos o desmatamento pode até mesmo diminuir enquanto as emissões aumentam, por que ao cortar florestas mais densas - com maior volume de madeira - as emissões de CO² são mais altas.

Por: Portal Exame / Envolverde / Agência Estado