06/03/2010 Noticia AnteriorPróxima Noticia

SOS Mata Atlântica e ICMBio recrutam voluntários para a Ação no Rio

Objetivo é mostrar à população carioca a importância da APA de Guapimirim para os manguezais da Baía de Guanabara

A Fundação SOS Mata Atlântica e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) estão recrutando voluntários para participarem da Ação Voluntária no Rio de Janeiro, que irá acontecer no dia 27 de março na Área de Proteção Ambiental (APA) de Guapimirim, localizada no recôncavo da Baía da Guanabara,importante área protegida de Mata Atlântica no Estado. Os interessados em participar desta ação de mobilização deverão encaminhar até o dia 15 de março um e-mail para acaovoluntariarj@sosma.org.br Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. com nome, idade, profissão e telefone, ou entrar em contato pelo telefone (11) 3055-7894. A idade mínima para participar do evento é 17 anos. A iniciativa conta com a parceria do Sesc Rio, tem o apoio da Cooperativa de Pescadores e Familiares da APA de Guapimirim, e patrocínio da Fundação Toyota do Brasil.

“Esperamos com esta ação mobilizar e sensibilizar a população da cidade do Rio de Janeiro sobre a importância da Mata Atlântica e da APA de Guapimirim. Queremos mostrar o que os cariocas têm por perto, já que no estado restam apenas 18,3% do Bioma e nem todos moradores conhecem a APA, tão próxima da capital, e não sabem o quão importante ela é”, explica Beloyanis Monteiro, coordenador de mobilização da SOS Mata Atlântica. Entre as ações programadas estão o plantio de espécies nativas da região, a limpeza do mangue e uma caminhada para apresentação da APA aos participantes.

A SOS Mata Atlântica e o ICMBio disponibilizarão transporte até a APA e alimentação; é importante que cada voluntário use roupas leves, protetor solar e repelente. “Neste ano de 2010, iremos intensificar nossas ações no Rio de Janeiro e prestigiaremos os nossos muitos filiados no Estado. Outras ações como esta estão programadas para acontecer e contamos com a presença de todos os cariocas, como aconteceu com a passagem do projeto A Mata Atlântica é Aqui, no estado”, afirma Monteiro.

Área de Proteção Ambiental (APA) de Guapimirim

A APA de Guapimirim é uma importante Unidade de Conservação Federal responsável pela proteção de manguezais na Baía de Guanabara. A unidade contempla áreas dos municípios de Magé, Guapimirim, Itaboraí e São Gonçalo,a 50 minutos do centro do Rio de Janeiro, onde se pode encontrar um paraíso ecológico com alguns dos últimos remanescentes de manguezal bem preservado da baía. Com aproximadamente 14 mil ha, a APA de Guapimirim foi criada em 25 de setembro de 1984, pelo Decreto Federal nº 90.225. Esta importante área da Mata Atlântica está localizada no Mosaico Central Fluiminense, num vale formado pela base do Dedo de Deus, Serra dos Órgãos, Parque Estadual dos Três Picos, fazendo limite com os municípios de Teresópolis, Petrópolis (norte), Itaboraí, fundos da Baía de Guanabara (sul), Cachoeiras de Macacu (leste) e Magé (oeste). É parte da Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

Programa de Voluntariado da SOS Mata Atlântica

Criado em 1997 com o objetivo de atender à demanda de cidadãos que procuravam a SOS Mata Atlântica com o desejo de contribuir de alguma forma para o resgate da qualidade de vida e conservação ambiental, o Programa de Voluntariado da organização busca aproveitar esse potencial e incentivar a participação ativa em ações realizadas pela Fundação, discutindo questões ligadas à temática da educação ambiental, lixo, poluição das águas, consumo consciente, importância das Unidades de Conservação e outras. Estão entre as atividades realizadas as capacitações, educação ambiental em escolas, mobilizações e mutirões, participações em eventos e visitas às outras bases de atuação da organização.Desenvolvido no âmbito do voluntariado, o Programa Plantando Cidadania, por exemplo, já atendeu mais de 10 mil alunos da rede municipal de ensino em áreas de mananciais do Estado de São Paulo.

Por: Lead Comunicação