18/02/2010 Noticia AnteriorPróxima Noticia

Tocantins sedia jornada de debates sobre Economia Solidária e Cooperativismo

O estado de Tocantins, no Centro-Oeste do país, se organiza para a realização da I Jornada de debates sobre geração de trabalho e renda, que deve acontecer na cidade de Porto Nacional, no dia 12 de março. O evento traz o tema "Economia Solidária e Cooperativismo em perspectivas", e é organizado pela Comunidade de Saúde, Desenvolvimento e Educação, e Forum Regional de Economia Solidária da região Centro Sul de Tocantins.

A população da cidade de Porto Nacional vem sentindo a necessidade de ter melhor acesso ao mercado de trabalho, já que se sentem afetados pela crise do desemprego. Nessa perspectiva, a Economia Solidária se mostra como uma saída para se obter renda, através da organização do trabalho em cooperativas e de maneira autogestionária.

O objetivo da Jornada é justamente colocar em pauta a discussão sobre políticas públicas já implementadas pelo Governo Federal na área de economia solidária, que visam estimular geração de trabalho e renda, como uma alternativa de emprego para a população. Também deve estar inserido no debate a questão do financiamento de projetos sociais e a formulação de políticas públicas locais para atender as necessidades da região.

A ideia é que o evento possa contribuir diretamente no cotidiano da população. Para alcançar esse resultado, a expectativa é que se faça um levantamento das necessidades que os empreendimentos da região sentem. O evento também se propõe a buscar alternativas, a fim de investir em iniciativas de trabalho, baseadas na organização dos trabalhadores.

A Jornada de Debates deve aprofundar as temáticas como ‘Cooperativismo e Economia Solidária’, ‘Agricultura Familiar’, ‘Situação e Perspectivas para a Geração de Trabalho e Renda’. O foco dos debates é encontrar possibilidades de financiamento para projetos voltados à geração de trabalho e renda, e, criação de políticas públicas locais para o setor.

Entre os debates, deverão ser apresentadas as demandas por parte das organizações da sociedade civil, como entidades, sindicatos, cooperativas, empreendimentos solidárias, Ongs, entre outras. Participam do evento representantes do poder público municipal e da sociedade civil organizada.

"As matérias de Economia Solidária são produzidas com o apoio do Banco do Nordeste (BNB)".

Por: Adital