11/02/2010 Noticia AnteriorPróxima Noticia

Manejo Florestal busca diminuir impactos ambientais

O corte de árvores é um dos fatores que contribuem com a emissão de CO2, porém o trabalho de manejo florestal visa mudar hábitos de extração da madeira e reduzir os danos na natureza

Desde a Revolução Industrial que a humanidade tem liberado grande quantidade de CO2 na atmosfera. Calcula-se que toneladas de dióxido de carbono são diariamente emitidas, este é o gás responsável pelo efeito estufa e demora para desaparecer do meio ambiente. As principais causas poluentes mais conhecidas são a queima de combustíveis como o petróleo, gás natural, carvão, mas também, o corte de árvores pode ser um dos grandes fatores poluentes.

Contribuindo para amenizar a poluição, as árvores fazem o processo de fotossíntese, pelo qual as plantas absorvem o CO2 e liberam O2 na natureza. De acordo com Solano Aquino, biólogo e diretor do IBFLORESTAS, após a fotossíntese, o CO2 absorvido fica armazenado nas plantas e assim as árvores quando cortadas entram num processo de decomposição natural, devolvendo para o ar todo CO2 capturado anteriormente.

De acordo com o site WWF, o Brasil é o país que ainda concentra um terço das florestas tropicais que ainda restam. A Amazônia, por exemplo, é popularmente conhecida como pulmão do mundo, no entanto, estima-se que a área já acumulou uma extensão desmatada de cerca de 50 milhões de hectares. Aquino acrescenta que o corte ilegal das árvores no Brasil pode poluir em quantidades absurdas.

No entanto, quando o corte é feito de maneira legal é possível reduzir os impactos sobre o meio ambiente. O Manejo Florestal tem sido uma boa opção que contribui para diminuir esses danos.

Em Belém do Pará, o Instituto Floresta Tropical é uma organização que busca boas práticas de Manejo Florestal na região da Amazônia. De acordo com Marco Lentini, gerente executivo adjunto do Instituto, “O corte de madeira ainda é necessário, mas o Instituto está à procura de uma exploração com impactos mínimos, as atividades de extração da madeira são realizadas de forma planejada”, diz.

De acordo com o site do Instituto Floresta Tropical, o Manejo Florestal é um conceito amplo, cujo significado depende dos objetivos do proprietário da floresta. O termo não é exclusivo da exploração madeireira, inclui uma grande variedade de atividades florestais, entre as quais o manejo de vida silvestre, reservas extrativistas, serviços florestais e ambientais, bem como a recreação.

Na Amazônia, no entanto, o objetivo mais comum do Manejo Florestal é a produção sustentável de produtos madeireiros. “Basicamente a extração é para consumo interno, que a maioria das vezes é para as regiões sul e sudeste, a maior parte do madeiramento das casas no sul, por exemplo, são extraídas da Amazônia”, diz Lentini.

Cristina Leite

Por: IBFlorestas