11/02/2010 Noticia AnteriorPróxima Noticia

Comunidade de Lumiar se mobiliza para realização de sua “Feira da Terra”

A idéia de organizar uma feira orgânica em Lumiar é um dos frutos do curso de Introdução à Permacultura, realizado em junho de 2009, em São Tiago, onde foram abordados temas como construções ecológicas, ecovilas, energias limpas e renováveis, tecnologias alternativas, agricultura orgânica e alimentação saudável.

Para os que não conhecem, a Permacultura surgiu no início dos anos 70, na Austrália, como uma tentativa de ruptura radical com o paradigma que norteia a atual forma de organização econômica e social, baseada no consumo desenfreado, no desperdício de recursos e na degradação ambiental.

Uma de suas principais metas é a criação de ecossistemas sustentáveis (formas de organização social que se desenvolvem em harmonia com o meio ambiente), viabilizando uma opção de vida simples e com mais qualidade, onde a comunidade produz seu próprio alimento mediante relações econômicas baseadas na solidariedade e na cooperação, no lugar da competição.

Foi dentro desse espírito que, a partir de algumas conversas iniciais com Pedro e Tiaya, responsáveis pelo Cineclube Lumiar (e que ajudaram na organização do curso de Permacultura), o grupo envolvido na organização da Feira da Terra, começou a amadurecer essa idéia e buscar formas de concretizá-la.

Propósitos da Feira da Terra

As feiras livres sempre cumpriram, ao longo da história, importante função de socialização e de trocas simbólicas; e desempenham, ainda hoje, um papel significativo na consolidação econômica e social, especialmente da agricultura familiar, sob o ponto de vista do feirante, representando também um espaço público, sócio-econômico e cultural, extremamente dinâmico e diversificado, sob o ponto de vista do consumidor.

A parceria entre produtores e consumidores é fundamental para a valorização do trabalho dos produtores e o incentivo ao consumo de alimentos saudáveis, além de preservar o meio ambiente de promover o fortalecimento da agricultura familiar, que é a maior responsável pela produção de alimentos no Brasil.

As feiras orgânicas configuram-se, portanto, como importante espaço de trocas solidárias e, sobretudo, de resgate da relação direta entre o produtor e o consumidor, favorecendo a fidelidade do consumo dos produtos e da produção familiar orgânica e agroecológica.

Um dos propósitos centrais da Feira da Terra é reunir, semanalmente, moradores, visitantes e produtores locais,criando um espaço de troca de artes, ensinamentos e sabedorias; além de incentivar a produção e consumo de alimentos orgânicos e agroecológicos (sem agrotóxicos, sem adubos químicos e mais ricos em nutrientes); e de valorizar o artesanato e outras formas de manifestações artísticas e culturais da região, especialmente da população rural. O resgate e a valorização dos saberes tradicionais populares, expressos na produção artesanal da região, no uso de plantas medicinais, e nas técnicas construtivas tradicionais, entre outros, promove a preservação e a continuidade dessas práticas, reforçando a identidade local e elevando a autoestima dessas comunidades.

Caráter da Feira da Terra e inauguração

A intenção é que a Feira da Terra aconteça nos finais de semana (aos sábados ou domingos), com barracas para os produtos orgânicos e agroecológicos da região (legumes, frutas, verduras, mel, ovos caipiras); produtos caseiros e naturais (pães, bolos, biscoitos, geléias, compotas, leite, queijo, manteiga, iogurte); e artesanatos regionais (taboa, bambu, palha de milho, patchwork, cerâmica etc.).

Sua inauguração está programada para o mês de março, na Ação Rural de Lumiar, com uma festa onde, além das barracas de alimentos e artesanato, haverá barracas com informações sobre cursos e oficinas; exibição de filmes e documentários sobre permacultura, ecologia e meio ambiente; atividades artísticas, como teatro, música, dança e circo; dinâmicas e atividades com as crianças e os adultos; oficinas de artesanato e culinária; feira de trocas e brechó.

O grupo responsável pela organização da Feira da Terra acredita que ela seja uma semente que, se bem acolhida e protegida, poderá germinar e produzir bons frutos, a exemplo de experiências como da Aldeia Cultural - III Mostra de Conhecimento Tradicional de Aldeia Velha, realizada em Aldeia Velha (Silva Jardim - RJ), em dezembro de 2009.

Acreditamos, também, que todos os seres humanos vivem para deixar algo de si mesmos para os outros e para contribuir no crescimento e na evolução de toda a humanidade. Temos a convicção de que um mundo melhor é possível se cada um de nós passarmos a ser responsáveis uns pelos outros e pelo planeta

Os interessados em participar e/ou colaborar na organização desse evento devem contatar Tiaya Godoy (tiayataruni@gmail.com) ou Sandra Mara Ortegosa (sandraortegosa@yahoo.com.br).

A primeira reunião coletiva para a organização da Feira da Terra está marcadapara o dia21 de fevereiro, às 15:00 na Ação Rural, em Lumiar.

Ajude-nos a espalhar essa semente com amor!

Matéria: Sandra Mara Ortegosa:Arquiteta e cientista social pela USP, mestre e doutora em Antropologia pela PUC-SP.

Por: ForumSec21