20/01/2010 Noticia AnteriorPróxima Noticia

Ministro anuncia plano diretor de saneamento para região do Parque Três Picos

Durante vistoria em obras de revitalização do Parque, Minc divulgou que a Petrobras irá custear o plano de saneamento de Cachoeiras do Macacu, principal município que abriga Três Picos, na região serrana do Rio de Janeiro 18/01/2010

Acompanhado pelo diretor de Biodiversidade e Áreas Protegidas do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), André Ilha, o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, vistoriou as obras de revitalização do Parque Estadual dos Três Picos, no município de Cachoeiras do Macacu, na Região Serrana do Rio de Janeiro.

O ministro inspecionou as obras de revitalização do complexo da sede do Parque, como a construção do pórtico e da guarita; a reforma completa da estrada de acesso à sede, incluindo drenagens e escoramentos; e restauração do centro de visitantes.

Minc ainda participou da inauguração da nova exposição permanente, incluindo a maquete do parque e visitou a área do Parque que teve plano de manejo recentemente aprovado e publicado, de acordo com o diretor do Inea.

Durante a vistoria, o ministro se reuniu com lideranças locais e aproveitou para anunciar que - como parte das medidas mitigatórias de emissão de gases do efeito estufa -, o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj) da Petrobrás irá financiar o Plano Diretor de Saneamento de Cachoeiras do Macacu.

"Pelo conjunto de atividades ambientais que vêm sendo implantadas e desenvolvidas na região, o município se tornará uma bela vitrine da boa relação entre comunidade, gestores públicos, iniciativa privada e meio ambiente. Cachoeiras do Macacu será a capital da Mata Atlântica no Rio de Janeiro", afirmou o ministro parabenizando as boas práticas realizadas em Macacu, um dos municípios que abriga o Parque Três Picos.

De acordo com Ilha, as obras - realizadas com recursos de medidas compensatórias da usina termoelétrica Termo Rio e da Companhia Siderúrgica do Atlântico - "reforçam o conjunto de medidas que o Inea vem tomando, em parceria com ICMBIO, prefeituras municipais e proprietários de RPPN da região, para conservação da biodiversidade do corredor central de Mata Atlântica Fluminense".

O diretor ainda destacou que a iniciativa tem o objetivo de "tornar o Parque mais atraente e aumentar o número de visitantes, além de ser mais um passo no sentido de incluir o município no mapa turístico do estado".

O Parque - Três Picos é o maior parque estadual do Rio de Janeiro e foi criado em 2002 com uma área de 46.350 hectares. Recentemente, em agosto do ano passado, foi ampliado em 12.440 hectares, pelo decreto nº 41.990.

A maior parte da ampliação ocorreu nos municípios de Cachoeiras de Macacu, Silva Jardim e Nova Friburgo e, em menor escala, nos municípios de Teresópolis e Guapimirim.

Com o aumento de sua extensão, o Morro do Maratuã e a Pedra da Baleia passaram a fazer parte do Parque, se tornando uma das áreas de maior preservação da Mata Atlântica no estado, onde são encontradas ainda cerca de 65% das espécies de avesde uma das regiões mais ricas em biodiversidade do País.

Além de estimular a preservação da fauna e da flora, a ampliação trouxe benefícios para os municípios nos quais o parque está inserido, como a elevação da arrecadação do ICMS Verde, a manutenção da qualidade e da quantidade dos córregos e rios que nascem na região e a ampliação da prática dos esportes de aventura.

Por: ASCOM-MMA