09/07/2009 Noticia AnteriorPróxima Noticia

MMA apresenta impacto do uso das sacolas plásticas no meio ambiente

Em audiência pública realizada na terça-feira (7) na Câmara dos Deputados, o diretor de Ambiente Urbano, da Secretaria de Recursos Hídricos, Silvano Silvério, apresentou os impactos ambientais do uso de sacolas plásticas, bem como os prós e os contras das tecnologias disponíveis atualmente no mercado, como oxi-biodegradável, bioplástico e plástico verde, para uma futura substituição das sacolas convencionais por outro material que seja biodegradável.

A audiência, que reuniu representantes das associações de fabricantes da indústria plástica e de supermercados, bem como das Confederações Nacionais da Indústria e do Comércio, foi realizada com o objetivo de esclarecer o assunto aos parlamentares das Comissões de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio; Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; e Constituição e Justiça e Cidadania, que apreciam o Projeto de Lei nº 612/2007, que pretende obrigar os estabelecimentos comerciais em todo Brasil a utilizar sacolas plásticas que sejam menos prejudiciais ao meio ambiente.

Durante a apresentação, Silvério esclareceu que a escolha de uma solução tecnológica para substituir as sacolas plásticas convencionais ainda merece ampla discussão em função das emissões de gás carbônico e metano, bem como do poder de biodegradação dos materiais. Em vista da controvérsia, o diretor afirmou que o posicionamento do Ministério do Meio Ambiente em relação ao tema é investir em campanhas educativas para estimular o uso consciente, orientando o consumidor a recusar o uso de sacolas plásticas sempre que possível.

Silvério ainda sugeriu aos parlamentares a complementar o debate com o grupo de trabalho da Política Nacional de Gestão de Resíduos Sólidos, assunto que também é tema de outro projeto de lei em tramitação no Congresso Nacional. "É importante relacionar os dois assuntos, pois a política vai instituir a coleta seletiva e a logística reversa, exigindo uma postura sustentável do cidadão", afirmou o diretor.

Melissa Silva

Por: MMA