23/03/2009 Noticia AnteriorPróxima Noticia

Desperdício pode gerar falta d água a 60% do planeta

Organização alerta para a necessidade de economizar água para diminuir os riscos de escassez

Em 20 anos faltará água para 60% do planeta. Essa é a previsão feita pela ONU (Organização das Nações Unidas) com base no consumo mundial do produto. A organização alerta os consumidores para o problema, tentando levá-los a aderir à luta contra o desperdício.

Segundo a ONU, medidas simples adotadas diariamente podem contribuir para reduzir os gastos e amenizar o problema, além de fazer bem para o bolso. Pesquisa revela que o chuveiro é o maior vilão do desperdício de água. Ele é responsável por 46% do consumo de uma residência. Um banho de 15 minutos em chuveiro elétrico consome 144 litros de água, cerca de 52,5 mil litros por ano. Se o tempo do banho for reduzido para cinco minutos e a pessoa adquirir o hábito de fechar o chuveiro enquanto se ensaboa, esse gasto pode cair para 96 litros, total de 35 mil litros por ano.

Em segundo lugar no ranking do consumo vem as torneiras de cozinha, responsáveis por 27% do gasto residencial. Pequenas mudanças de comportamento podem alterar esse índice. A sugestão é limpar muito bem os utensílios antes de lavá-los. Outra dica é ensaboar todos os utensílios antes de abrir a torneira para enxaguá-los. Isso pode gerar economia de até 160 litros de água em cada lavada. Na máquina de lavar, a dica é usar o equipamento somente quando estiver cheio.

Os vasos sanitários também entram na lista de campeões do desperdício. Sozinhos, eles consomem 14% do total de água utilizado pela casa. Uma descarga com válvula acionada durante seis segundos gasta cerca de dez litros de água. Usar o vaso como lixeira provoca um gasto ainda maior, e, se a descarga estiver com defeito, o gasto pode chegar a 30 litros. Se o sistema for com válvula acoplada à bacia, a economia pode ser ainda maior. E por fim aparecem as máquinas de lavar e outros aparelhos que gastam 8% de água.

Não é somente o desperdício doméstico que causa preocupações. Segundo relatório do ISA (Instituto Socioambiental), o Brasil registra um desperdício diário de 2,5 milhões de água potável. A perda acontece entre a retirada dos mananciais e a chegada às torneiras.

A ANA (Agência Nacional de Águas) afirma que 40% da água retirada no país é desperdiçada. De acordo com a ANA, o Brasil retira dos rios e subsolo cerca de 840 mil litros de água a cada segundo. Ao dividir esse número pela população, chega-se à conclusão de que cada habitante consumiria, em média, 384 litros por dia. Porém,o consumo efetivo é bem menor.

Segundo o Relatório de Desenvolvimento Humano 2006, divulgado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), o gasto médio diário do brasileiro é de 185 litros. Parte da diferença (199 litros) foi utilizada na agricultura, na pecuária, na indústria, mas a maior parte, em torno de 150 litros, foi desperdiçada. Para a ANA, o ideal seria um desperdício de 20%, ou seja, metade do índice registrado no Brasil.

Por: Jornal Cidade/ODM