02/03/2009 Noticia AnteriorPróxima Noticia

Florestas plantadas devem crescer um terço até 2030

Um relatório das Nações Unidas sugere que a área de florestas plantadas no mundo deve aumentar em um terço nos próximos 20 anos. Segundo a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, atualmente, mais de 65% da produção de madeira global são gerados por florestas plantadas. O número equivale a 1,2 bilhão de metros cúbicos.

A atividade é ainda uma forma de preservar o meio ambiente, uma vez que a destruição de florestas naturais levaria a mais desmatamento e às mudanças climáticas. O especialista da FAO, Roberto Mercado, falou à Rádio ONU, de Roma, sobre algumas das vantagens deste tipo de exploração.

"As florestas plantadas no processo fotossintético produzem mais oxigênio no processo de crescimento que florestas muito velhas como a Amazônica ou a Floresta da África Equatorial. O que não faz sentido é destruir florestas nativas para plantar de novo. No caso do Brasil, é permitido que grande parte dos produtos florestais venha de florestas plantadas e não naturais.

Mercado disse ainda que a FAO recomenda sempre a plantação. "O que a FAO recomenda é que se você corta tem que plantar. Se você corta uma árvore o ideal é que você plante duas. Isso é o que a FAO recomenda. Lamentávelmente nem todos fazem", disse.

De acordo com o estudo da FAO, as florestas plantadas absorvem até 1,5 gigatonelada de carbono todos os anos, o que equivale ao nível atual de desmatamento. O relatório é resultado de pesquisas em 61 países que representam 95% de todas as florestas plantadas do mundo. Entre os produtos florestais mais comercializados estão compensado e papel.

Por: Rádio ONU