06/01/2009 Noticia AnteriorPróxima Noticia

Oposição ganha espaço na Câmara com a posse de suplentes após eleições

Ivan Richard

Repórter da Agência Brasil

Brasília - Com a posse dos suplentes que vão assumir hoje (6) a vaga de deputado federal no lugar dos parlamentares que foram eleitos prefeitos em outubro passado, alguns partidos perderam espaço - como é o caso do PR, que compõe a base aliada do governo - e outros, como o DEM, de oposição, aumentaram a representatividade na Casa.

Em cerimônia marcada para as 18h, no gabinete da Presidência da Câmara, Arlindo Chinaglia dará posse a Antônio Carlos Ramos (PTB-AL), em substituição a Cristiano Matheus (PMDB), que assumiu a prefeitura de Marechal Deodoro; ao Capitão Assunção (PSB-ES), que entra no lugar de Neucimar Fraga (PR), eleito prefeito de Vila Velha; e ao tucano maranhense José Vieira Lins, que entra no lugar do também tucano Sebastião Moreira, empossado prefeito de Imperatriz.

O peemedebista Marcos Lima (MG) assume como titular na vaga deixada pela petista Maria do Carmo Lara, empossada prefeita de Betim, assim como Fernando Stephan Marroni (PT-RS), que entra no lugar de Tarcísio Zimmermann (PT), eleitoprefeito de Novo Hamburgo.

Chinaglia também dá posse hoje a Jorge Boeira (PT-SC), no lugar de Carlito Merss (PT), que assumiu a prefeitura de Joinville; a Dr. Roberto Alves (PTB-SP), que assume a vaga de Frank Aguiar (PTB), eleito vice-prefeito de São Bernardo, e a João Herrmann Neto (PDT-SP) no lugar de Reinaldo Nogueira (PDT), empossado prefeito de Indaiatuba. Em 2006, Hermann Neto chegou a ter sua filiação suspensa pelo partido após denúncias de que teria se beneficiado de pagamentos mensais de uma empresa investigada pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Correios.

Outros sete suplentes já foram empossados em virtude do resultado das eleições municipais. É o caso de Marcio Carlos Marinho (PR-BA), que assumiu o lugar deixado por Jusmari Oliveira (PR), empossada prefeita de Barreiras; de Uldorico Alves Pinto (PMN-BA), que passou a ocupar a vaga de Guilherme Menezes (PT), prefeito de Vitória da Conquista; e de Jairo Ataide Vieira (DEM-MG), que assumiu como titular no lugar de Custódio Mattos (PSDB), eleito prefeito de Juiz de Fora.

Além de Silvio Serafim Costa (PMN-PE), que entra na vaga de Renildo Calheiros (PCdoB), prefeito de Olinda, assume nesta terça-feira Paulo César da Guia Almeida (PR-RJ), que substituiu Sandro Matos (PR), prefeito de São João de Meriti; Paulo Roberto Bauer (PSDB-SC), que assume o lugar de Djalma Berger (PSB), novo prefeito de São José; Jorge de Faria Maluly (DEM-SP), que substituía Walter Feldman (PSDB), foi efetivado no lugar de Silvinho Peccioli (DEM), prefeito de Santana de Parnaíba. Com isso, Geraldo Tenuta Filho (DEM) reassumiu como suplente.

Há outros casos em que os titulares deixaram o Legislativo para ocupar cargos na União, estado ou municípios, como o ministro das Relações Institucionais, José Múcio Monteiro (PTB), que abriu uma vaga provisória para Fernando Antonio do Nascimento (PT-PE). Elizeu Morais de Aguiar (PTB-PI) substitui Antonio José Medeiros (PT), secretário do Piauí desde 2007, e Glauber Braga (PSB-RJ) está na vaga deixada por Jorge Bittar (PT), que assumiu a Secretaria de Habitação da Prefeitura do Rio de Janeiro.

Por: Agencia Brasil