01/10/2008 Noticia AnteriorPróxima Noticia

ONU firma acordo de agricultura com o Brasil

Brasília, 29 de setembro de 2008 – A FAO (Organização da Nações Unidas para Agricultura e Alimentação) assina nesta quarta-feira, 1º de outubro, no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), três acordos de cooperação com o Governo Brasileiro. Um deles será executado no Brasil e os outros têm como objetivo prover assistência técnica, capacitação e transferência de tecnologia para países da América do Sul, África e o Haiti.

Os convênios serão um incremento aos esforços da FAO para aumentar a produção e a produtividade agrícola, em particular dos pequenos agricultures, pela intensificação dos sistemas de produção sustentáveis.

O acordo entre a FAO e a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) se baseia no Tratado Internacional em Recursos Genéticos para a Alimentação e a Agricultura. Inclui, entre outras atividades, a formulação de planos de ação para criação de melhores sementes, compartilhamento e adaptação de recursos genéticos vegetais; capacitação em produção, pós-colheita e armazenamento de sementes; difusão de conhecimentos e adaptação de boas práticas de cultivo e de pós-colheita; e apoio na expansão da produção local de sementes e fertilizantes orgânicos. Também prevê a orientação técnica no desenvolvimento da pesquisa agrícola nacional e de políticas e estratégias de inovação.

O ministro interino da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Silas Brasileiro, e o representante da FAO no Brasil, José Tubino, participarão como testemunhas de honra do acordo, que será assinado pelo Diretor Assistente do Departamento de Cooperação Técnica da FAO em Roma, José Maria Sumpsi, e pelo presidente da Embrapa, Sílvio Crestana.

Durante a cerimônia será assinado um protocolo entre a FAO e o MAPA para a formulação de um programa estratégico no Brasil de desenvolvimento sustentável da pecuária, recuperação de pastagens degradadas e intensificação sustentável da produção com sistemas integrados agrícola-pecuário-florestais. Esse programa terá como prioridades a Amazônia e o cerrado.

Também será assinado o acordo de cooperação entre a FAO e a Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), nos setores de política agrícola e abastecimento, agrobiodiversidade e sistemas de informação agrícola.

Esse acordo prevê o intercâmbio de conhecimentos sobre experiências relacionadas à formulação e à gestão de políticas públicas de abastecimento, com destaque para a formação de estoques reguladores e estratégicos e instrumentos de escoamento da produção agrícola. E ainda a cooperação para a capacitação de agentes públicos sobre o Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar e o desenvolvimento de políticas, programas de apoio e equipamentos adaptados à comercialização direta, como feiras livres.

Por: Nações Unidas no Brasil