20/09/2008 Noticia AnteriorPróxima Noticia

Geladeira nova e conta mais barata

Distribuidora de energia do Nordeste ajuda clientes de baixa renda a trocar o eletrodoméstico velho

Uma parceria entre o Grupo Neoenergia (que reúne as distribuidoras de energia elétrica dos estados da Bahia, Pernambuco e Rio Grande do Norte) e o Banco do Brasil vai ajudar as famílias de baixa renda a trocarem as geladeiras antigas, que consomem muita eletricidade, por outras novas mais econômicas, com selo Procel de eficiência energética. .

Os compradores vão pagar apenas 40% do preço do eletrodoméstico, o que corresponde a R$ 244. Esse valor será financiado pelo Banco do Brasil, em até 24 prestações de R$ 13,14.O restante será bancado pela concessionária.

Considerando que a geladeira responde por grande parte da energia consumida nas casas brasileiras, já que fica ligada 24 horas por dia, a substituição, além de colaborar para reduzir a emissão de gases de efeito estufa, pode representar uma economia para as famílias na hora de pagar a conta da luz. De acordo com estimativas da Neoenergia, essa economia pode chegar a mais da metade do valor, já que, ao cair a faixa de consumo, também cai o preço do kWh.

Os aparelhos antigos serão recolhidos pela concessionária. O clorofluorcarbono – gás que contribui para a formação do buraco na camada de ozônio – contido nos compressores das geladeiras recolhidas será retirado por equipamentos especiais e enviado para uma central de regeneração em São Paulo. Essa ação conta com o apoio do Ministério do Meio Ambiente e está de acordo com os compromissos assumidos pelo Brasil perante o Protocolo de Montreal.

A expectativa da Neoenergia é que cerca de 15 mil geladeiras sejam substituídas nesta iniciativa.

Por: Instituto Akatu