07/09/2008 Noticia AnteriorPróxima Noticia

Saiba um pouco mais sobre o vegetarianismo

Cada vez mais pessoas se tornam vegetarianas por compaixão com a dor e o sofrimento dos animais.

Agnes Lutterbach e Karine de Abreu

E quem foi que disse que vegetariano come só folha?

Você deve estar se perguntando se um vegetariano come só folha e que existe somente um tipo de vegetariano, não é mesmo? Mas isso não é verdade. Existem algumas subdivisões, pessoas que comem sóalguns alimentos. O Ovo-lacto-vegetariano não consome nenhum tipo de carne, mas inclui ovos e leite (e derivados, como queijo, iogurte) em sua alimentação. Esta é a forma mais “popular” de vegetarianismo.O Lacto-vegetariano não come nenhum tipo de carne nem ovo, mas inclui leite e derivados do leite (laticínios). Já os veganos excluem de sua alimentação todos os produtos de origem animal: carnes, peixes, aves, laticínios (leite, manteiga, queijo, iogurte), ovos, mel, gelatina.O veganismo é mais um estilo de vida do que apenas uma opção alimentar. Esta opção é seguida como um princípio. Há o Crudívoro, que ingere apenas alimentos crus. Existe também uma forma mais radical, ainda que rara, que é o freegano (uma modificação da palavra vegano) que come aquilo que encontra no lixo. Alguns freeganos continuam não gostando da idéia de comer um cadáver e – apesar de estarem dispostos a comer alimentos de latas de lixo – eles são bem informados sobre a contaminação fecal na carne e compreendem os riscos à saúde envolvidos em comer qualquer coisa que tenha passado por um abatedouro.Ainda temo Frugívoro, também conhecido como frutívoro ou frutariano que é um sistema alimentar que admite apenas o consumo de frutas na alimentação.

Vegan por respeito aos animais

“ Aos 10 anos me tornei vegetariano e seis anos mais tarde, por evolução da minha filosofia de vida tornei-me vegano.” Para o estudante Rogério Pereira, de 19 anos, o veganismoé um ato de amor aosanimais e com a vida em si, por isso um grupo de pessoas não utiliza produtos de origem animal e boicota empresas que fazem isso. O veganismo é uma ideologia de vida, acima de tudo sobre respeito ao próximo. O estudante afirma: - “Hoje em dia o fato de comer carne se tornou um problema sério para o meio ambiente, pois a criação afeta as nossas águas, o nosso solo, o nosso ar e a nossa biodiversidade”.A escolha por essa opção de vida foi dele mesmo,- Tornei-mevegano a partir de uma necessidade que o vegetarianismo não supria, não basta só não comer a carne e continuar a usar produtos de origem animal”, acrescentou

A alimentação é a mesma de qualquer outra pessoa, comem grãos, cereais, verduras. Sónão consomem produtos derivados da exploração animal. Embora esteja no começo, indústrias vêm crescendo e trazem opções veganas e vegetarianas em produtos alimentícios“Dizer que não consumir produtos de origem animal é prejudicial à saúde é falta de esclarecimento”, incluiu indignado. A vida social fica um pouco complicadae ovegano acaba sendo excluído da sociedade por não ter tanta facilidade de opções de alimentação como os carnívoros, que são a maior parte.Com facilidade é muito difícil achar em qualquer lugar alimentos que não sejam de origem animal“A maioria dos restaurantes que eu freqüento são vegetarianos, mas isso não significa que seja fácil achar comida sem leite, queijo ou ovo.”Muitas vezes, fica mais fácil fazer a própria comida: “São poucos os restaurantes voltados para vegetarianos, então a população vegana ou come em casa ou se adapta aos restaurantes tradicionais”,concluiu. “

Mesmo precisando de dinheiro, eu não comeria

O universitárioFábio Paresha, de 20 anos, nunca comeu nenhum tipo de carne, nem branca, mariscos ou vermelha. Os pais eram da religião Hare Krishna que não tem o hábito decomer o alimento e passaram esse costume ao filho. “Depois que eu cresci meus pais me deram o direito de escolher ou não a carne, mas como vi que é um alimentoprejudicial não só para mim, mas principalmente para os animais eu decidi não comer.”O estudante não vê pontos negativos em nunca ter comido carne, apesar do preconceito que as pessoas tinham com seus pais, por achar que era uma experiência louca, não sendo criado comendo carne e assim, ficar doente, mas sempre teve uma boa saúde “Eu nunca tive nenhuma doença provocada pela minha alimentação, sou muito saudável, tenho notas boas na escola e acho que o vegetarianismo deixa as pessoas mais inteligentes e com o raciocínio rápido”,explicou.

Ele nunca encontrou dificuldades para se alimentar :- “Costumo comer todo tipo de verduras, legumes e frutas, mas principalmente grãos. Como também muita soja e bebo bastante liquido e é fundamental lembrar que o arroz e o feijão fazem a vida de todos muito mais nutritiva. Há muito preconceito por nunca ter comido carne, principalmente por parte dos amigos. Já compraram mortadela, presunto e coisas assim para que eu comesse. As pessoas sempre me chamam para churrasco ou feijoadas, parece que quando se é vegetariano esse tipo de convite é constante”, afirmou Fábio.

Paresha, como é mais conhecido pelos amigos, diz que não comeria carne de forma alguma : - “Mesmo precisando de dinheiro eu não comeria. Pois é o mesmo que oferecer dinheiro para matar uma pessoa que você não gosta. Não se pode matar por dinheiro, nem por qualquer outro motivo. Se eu fosse um assassino eu comeria, mas como sou uma pessoa de bem e odeio a violência não tenho motivos para maltratar nenhum ser vivo.Seria difícil namorar uma menina que comesse carneSe eu gostasse muito da pessoa tentaria mudar os conceitos dela para começar um relacionamento. Mas, para mim,é o mesmo que eu perguntar para você assim: “Você namoraria algum assassino?”, finalizou.

Alimentação nutritiva, variada e saudável

Segundo a Sociedade Vegetariana Brasileira, o consumo de frutas, vegetais e cereais integrais chega a ser até quatro vezes maior em vegetarianos do que em onívoros,o quetrazbenefícios para a saúde: prevenção de doenças cardiovasculares, cânceres, diabetes, hipertensão, entre outras, assim aumentando a longevidade.A nutricionista Carla Calderon explica que na alimentação vegetariana são encontrados todos os nutrientes : - Há

proteínas nas leguminosas ( feijões, soja, grão- de- bico, lentilha, ervilha) e nas oleaginosas ( castanhas, nozes, amêndoas, avelãs, gergelim, girassol) que também possuem gorduras monoinsaturadas e polinsaturadas. Os carboidratos e fibras são fáceis de serem encontrados nos cereais como:pães, arroz, macarrão, aveia, trigo, cevada, centeio, milho,além de raízes e tubérculos. Já as vitaminas e minerais, são facilmente encontrados em hortaliças e frutas, alimentos muito consumidos por vegetarianos. Mesmo com uma alimentação rica, o vegetariano e vegano podem ter algumas deficiências:“A maior preocupação que um vegetariano pode ter é em relação a vitamina B12, que só pode ser encontrada em pequena quantidade nos ovos e laticínios, o vegano, deve suplementar essa vitamina”, afirmou Carla.

De acordo com a Dietética Chinesa, que ensina a preservar o potencial de vida e favorecer o bem-estar, a saúde e a longevidade através do alimento, um prato colorido é rico em substâncias antioxidantes, que combatem os radicais livres, responsáveis pelo surgimento de diversas doenças. De acordo com a nutricionista, o vegetariano deve comer alimentos bem variados: “ Na alimentação devem constar frutas, hortaliças, legumes, cereais, fibras, sementes oleaginosas e proteínas vegetais, e quando necessário suplemento de Vitamina B12. ” O exagero no consumo de qualquer alimento, não é bom para o organismo, quem come muita carne deve ficar atento, deve se prevenir contra o aumento de ácido úrico, cálculo renal e osteoporose, caso não tenha uma alimentação rica em cálcio e magnésio”, acrescentou.A nutricionista não defende o vegetarianismo, mas respeita quem faz essa opção.

O vegetarianismo é um nível de consciência a ser atingido, sem contar com a parte emocional que está envolvida na morte dos animais, pois atualmente temos acesso ao processo dos alimentos e o que esses animais passam para serem transformados em alimentos, então temos que saber o que queremos para o nosso organismo, pois não adianta também ser vegetariano, retirando carnes, ovos, leites e continuar consumindo produtos artificiais ( balas, chicletes, refrigerantes e frituras), e não consumir quase nada de vitaminas e minerais.

E para quem deseja se tornar vegetariano e está preocupado em como deixar de consumir hambúrguer, cachorro quente, nuggets, não precisa se assustar: existem todas essas guloseimas em versão vegetariana, e o sabor é bem parecido com o alimento convencional. Leite condensado, creme de leite, chocolate, sorvete, achocolatado existem à base de soja e já estão no mercado e podem ser encontrados facilmente.

Virei vegetariano. E agora, onde vou comer?

Preocupado em como encontrar estabelecimentos para comer, agora que virou vegetariano?É fácil encontrar restaurantes e lanchonetes que ofereçam produtos que substituam a carne, como a soja e até mesmo alimentos que não levem nada de origem animal.O número de restaurantes que não são direcionados aopúblico vegetariano tem oferecido muitas opções sem carne, como é o caso da Churrascaria Sul na Brasa que tem 15% do público vegetariano. O proprietário Rudinei Grando diz que eles são mais conscientes na hora de se alimentar: -“Os vegetarianos sempre procuram saber os condimentos, os produtos utilizados na preparação dos alimentos. Eles se preocupam demais com o que comem. Nabo e shoyo nunca podem faltar”, diz.São oferecidas diversas opções: produtos integrais, legumes, suflês sem carne. Alguns alimentos não levam ovo, leite nem queijo. Derivados de soja como a proteína ,que alguns chamam de carne, hambúrguer, quibe e salada.Na opinião de Gaúcho, como é mais conhecido entre os fregueses, a carne faz falta: - “No Sul, se não tiver carne, a pessoa não almoça. Algumas pessoas só comem carne, se não tiver, acham que não se alimentaram”.

Renovação

A idéia de abrir uma lanchonete natural surgiuda vontade de difundira filosofia de vida e o bem-estar e foi assim que Maurício Albuquerque abriu a Renovação onde atende a um público bem variado, muitos clientes vegansna faixa etária de 12 a 20 anos e vegetarianos de diversas idades. A variedade de lanches vegetarianos é bem grande, assim que se entra na lanchonete dá para ver um balcão com muitos pastéis, quibes, empadas, quiches, tortas, panquecas, canelones, doces, pavês, mousses e para beber é só olhar o quadro na parede que oferece sucos variados, vitaminas, energéticos. Quem come um salgado vegetariano, normalmente toma um suco.Os produtos derivados da soja nem sempre agradaram, mas isso está mudando e atualmente com uma variedade de receitas saborosas dos produtos derivados da Soja, as pessoas estão aderindo com maior facilidade.Diversas são as razões que fazem uma pessoa se tornar vegetariana, foi o que percebeu o proprietário da Renovação“Algumas pessoas optam pelo vegetarianismo por motivos éticos, outras pormotivos filosóficos, outras por motivos religiosos, ou simplesmente por motivos de saúde. Não queremos somente agradar os nossos clientes, mas também informá-los”, enumerou. A torta de legumes é muito gostosa e não leva carne, uma boa pedida, não?

Alcantilado

Para quem pensa que a alimentação saudável é “modinha” dos dias de hoje, precisa saber que a primeira casa voltada para a alimentação natural, existe desde 1989, o Alcantilado. Uma boa parte do que se vendia no Alcantilado era de fabricação própria: alimentos integrais como sanduíches e salgados, doces em compotas. Na época, usavam trigo 100% integral e no final dos anos 90, por sugestão dos clientes, começaram a servir refeições, um restaurante totalmente vegetariano. Para atender também a um outro público, passaram a servir carne; o proprietário Ricardo Souza conta que perdeu clientes por causa da mudança feita “Um dos clientes do início do restaurante era vegetariano e quando começamos a servir carnes esse cliente disse que não poderia mais comer aqui, porque não poderia ver defuntos sendo servidos”.

Com 25% dos clientes que não come nada de origem animal, as opções oferecidas são muitas : arroz integral e branco, todos os legumes:cozidos, a milanesa, recheados com ricota ou proteína de soja (repolho recheado com proteína de soja, abobrinha ou chuchu recheado com ricota), tortas, quiches (sempre sem carne), trigo em grão com frutas,saladas. O que os vegetarianos mais procuram são a feijoada vegetariana e o bifinho de soja.

Os fregueses são fiéis“O Alcantilado é um lugar de fazer amigos. Um casal se conheceu aqui e até hoje estão casados. Tenho clientes que estão aqui desde 1989, minha clientela é muito fiel.”, disse. O estabelecimento preocupa-se com o meio ambiente e apóia eventos, como o Mutirão da Guarita Ambiental de Macaé de Cima, realizado em 2006. O próprio Ricardo faz as compras para o restaurante, tem toda uma preocupação desde a escolha, elaboração dos cardápios e a oferta dos alimentos “Preocupo-me muito com a opinião dos clientes, escuto muito a sugestão deles. Ofereço uma alimentação de boa qualidade e um preço justo!”, destacou.A cozinha natural oferece todos os benefícios. São servidos muitos grãos : trigo em grão, soja em grão, grão de bico, trigo de quibe, linhaça e gérmen de trigo.Para manter uma alimentação saudável, Ricardo aconselha “Procure comer produtos e alimentos de boa qualidade (arroz integral, produtos com trigo integral, legumes, frutas) evite frituras e os excessos da gordura animal.”,concluiu.

Já dizia Albert Einstein“Nada beneficiará tanto a saúde humana e aumentará as chances de sobrevivência da vida na terra quanto a evolução para uma dieta vegetariana.”

Por: FórumSec21