07/09/2008 Noticia AnteriorPróxima Noticia

Curtas Ambientais de Agosto

Florestas

Desde julho, o crédito agrícola para empresários localizados na Amazônia dependerá de estarem com a situação fundiária legalizada.

Dia 10 de junho, Carlos Minc conseguiu dos produtores de óleo a garantia da manutenção do boicote na compra de soja plantada na área de desmatamento da Amazônia.

O Estado de Mato Grosso, entre 2006 e 2007, destruiu 18 mil quilômetros quadrados de florestas, enquanto Rondônia acabou com 21 mil.

Foi finalmente criado o Fundo para Amazônia que tem potencial para receber mais de US$ 21 bilhões até 2021, segundo estimativa do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). Servirá para manter a floresta em pé e implantar um plano de desenvolvimento sustentável para a floresta.

Três mil cabeças de gado foram apreendidas na área de desmatamento na Amazônia. Foram para o leilão do boi pirata por três vezes mas não houve compradores por causa do boicote à compra destes bois por empresários bovinos. Assim que forem vendidos os recursos serão destinados ao Fome Zero.

O Ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, garante que a operação Arco do Fogo, da polícia Federal e do Ibama, de combate ao desmatamento na floresta amazônica, será permanente. Já somam 60 milhões as multas aplicadas.

Carlos Minc se reúne com governadores, dando início a implantação da Guarda Nacional de Parques Florestais.

Dia 27 de agosto, o STF julgará a demanda do Estado de Roraima que impede a demarcação das terras indígenas Raposa Serra do Sol.

Empresas terão que apresentar listas de fornecedores de matérias primas oriundas da Amazônia, determinou o Ministro Carlos Minc.

A empresa Vera Cruz, de papel celulose, no sul da Bahia, foi obrigada pelo STF a pagar multa de 20 milhões, por desmatar 600 Km2 de florestas do Serrado.

Poluição

O governo de São Paulo investirá 800 milhões de dólares, obtidos junto ao BID na despoluição do Rio Tietê.

Na refinaria da Petrobrás, em Paulínia, SP, está em desenvolvimento uma tecnologia visando reduzir a quantidadede enxofre no óleo diesel. Tal prática busca retirar 90% do enxofre da gasolina e 10% do diesel. O enxofre é um dos principais vilôes da poluição atmosférica.

A ANFAVIA, entidade da montadoras e a Petrobrás alegaram não poderem cumprir o prazo de janeiro de 2009 reduzirem a 50 partes por milhão o enxofre do diesel. Na Europa, a redução foi para 10 ppm. Esta definição já se arrasta há 6 anos, no país.

Na Alemanha, estudos abrangendo crianças de até 6 anos, residentes em áreade grande circulação de veículos, constatou que 50% delas estão acometidas de problemas alérgicos.

A USIMINAS adquiriu, no dia 10 de julho, em leilão, o terreno de 600 mil m2, em Sepetiba, no Rio de Janeiro, massa falida da Ingá Mercantil, mineradora que deixou vasta degradação ambiental no local, inclusive um lago tóxico.

Acordo entre a FEEMA e a Petrobrás resultou na criação da empresa CENTROS a ser instalada em Queimados (RJ), destinada a incinerar resíduos químicos perigosos como o Cádmio, Cianureto e Ascarel. Estes resíduos se encontram acumulados em Queimados,

onde funcionou, na época da ditadura, uma fábrica de inseticida BHC. O produto acabou proibido no mundo inteiro, a fábrica fechou e está, até hoje, abandonada. A FEEMA, por sua vez, descobriu que o depósito químico está contaminando os lençóis freáticos. O prejuízo ambiental será combatido pela CENTROS.

Em Nápoli, Itália, o lixo tem se acumulado nas ruas da cidade. Os aterros sanitários não comportam mais a carga e não há mais espaço para novos aterros. Outras cidades européias temcaos semelhante. Na Alemanha, por exemplo, a solução tem sido o aproveitamento do lixo e a incineração controlada por alta tecnologia.

Os catadores de lixo e cooperativados colocaram o Brasil em posição destacada na reciclagem de resíduos. Em 2006, 18% de todo o lixo foi reciclado no país. O vidro, em primeiro lugar, teve 240 mil toneladas reaproveitadas.

Em Maringá, secretaria municipal de ambiente multou, em julho, fabricante de lâmpadas fluorescentes por manterem depósitos irregulares dos produtos. Estas lâmpadas tem componente poluente a base de mercúrio.

No Brasil, apenas Niterói e Araras, em São Paulo, estão classificadas com percentual elevado de tratamento de esgotos sanitários. Para a maioria das cidades, é grande novidade o tratamento.

620 mil reais de ICMS verde são aplicados na Ilha Grande para resolver problemas de esgoto e coleta de lixo.

À partir de outubro, os carros novos à venda no país terão de portar selo ambiental. Serão indicados o nível de poluição do veículo. Esta medida do governo federal possibilitará a escolha pelo consumidor de veículo menos poluente.

Decreto de crimes ambientais do governo federal, em 22 de julho, impõe multasa produtores de fertilizantes e pilhas que não recolherem o lixo tóxico destes produtos.

A ANVISA avisa que 35% das frutas e verduras produzidas no país tem níveis de agrotóxico acima do permitido. Formará parcerias com estados e municípios para instruir os agricultores sobre a maneira mais acertada de usar os pesticidas.

Inaugurada no Rio de Janeiro a elevatória da Alegria. Ela tem a capacidade de coletar mil litros de esgoto por segundo. Estes são tratados e depois são jogados na Baia de Guanabara.

Na área do complexo de Angra I e Angra II estão 2 mil metros cúbicos de resíduos radioativos armazenados.

Não é tarefa fácil lidar com estes resíduos. Um pequeno acidente pode tomar grandes proporções se chegar a contaminar o meio ambiente. Nos EUa, tais resíduos são confinados mil metros abaixo do solo. A Coréia deixa-os em prateleiras. A França reaproveita-os na própria Usina.

Efeito Estufa

O consumo de carne bovina contribui para o aquecimento global. Este é o título de uma matéria que saiu no Der Spiegel, principal jornal alemão, no último dia 28 de agosto. Independentemente de serem criadas de forma convencional ou orgânica, o que as vacas têm em comum é que arrotam e peidam sem contenção. Como todos os ruminantes, as vacas estão constantemente emitindo metano - um gás do efeito estufa que é 23 vezes mais poderoso do que o dióxido de carbono. Vale lembrar que 190 milhões de bois e vacas

O principal desastre ambiental no país é a destruição e queima de nossas florestas, que aumenta as emissões de gases estufa. 78% são decorrentes desta destruição. Outros 22% das emissões vem das indústrias e da sociedade em geral.

As mudanças climáticas, no Ártico,surpreendem os aventureiros que transitam por lá. Agora podem ser observadas chuvas com relâmpagos, uma novidade na região. A cada verão, no ártico, as geleiras diminuem. O degelo foi muito acelerado neste ano. Cientistas prevêem que até 2013 não haverá mais gêlo no Ártico. O resultado será o aumento da temperatura no hemisfério norte e uma frequência maior de furacões.

O Japão quer reduzir em 80% suas emissões de CO2 até o fim do século, anunciou o seu governo, em julho.

Em reunião do G8, um acordo entre países ricos propôs a redução pela metade das emissões de carbono até 2050.

O presidente Lula participou do G8. Declarou que os países desenvolvidos devem assumir responsabilidades maiores na redução das emissões de carbono, em virtude de serem mais poluidores do que os países em desenvolvimento.

OUTRAS

Fome no Mundo

A ONU estima que 100 milhões de pessoas no mundo estão sendo arrastadas para a miséria devido a alta no preço dos alimentos. A ONU acredita que são necessários 30 bilhões de dólares para socorrer esta população e mais outro 760 milhões de pessoas já em estado de miséria. De início, a entidade tenta obter 1,6 bilhão de 180 países para socorrer os 62 países mais afligidos pela fome. A União Européia, através doparlamento europeu vai votar um fundo de 1 bilhão de dólares para a população africana.

Na Etiópia a seca permanece. A produção agrícola é mínima e a população passa fome. A ONU afirma que 200 mil crianças não tem comida na Somália.

Neste país, além da seca e dos preços altos, a pirataria no mar impede os navios de levarem alimentos ao país.

Trabalho Infantil

Organização internacional do trabalho afirma que 175 milhões de crianças no mundo sofrem da exploração do trabalho infantil. São meninos e meninas, entre 5 e 11 anos. Só no Brasil seriam 5 milhões de crianças exploradas.

Política de Drogas

A produção de maconha nos EUA atinge 10 mil toneladas e movimenta 35 milhões de dólares ao ano, negociados nos estados onde a planta foi liberada por plebiscito. Não há combate pelo governo federal enquanto os agricultores protegem suas plantações com seguranças e cães treinados. A maconha para fins medicinais foi legalizada sob as leis estaduais pelos eleitores californianos em 1996, e desde então, 11 outros Estados seguiram esse exemplo, apesar da lei federal ainda banir a venda.

Ascensão social no Brasil

O IBGE revela que em 4 anos, 10% a mais de brasileiros se somaram a classe média, chegando a 52% da população com renda superior a mil dólares mensais.

Natalidade brasileira

O IBGE também concluiu que a média brasileira é de 1,8 filhos por mulher, projetando um crescimento populacional menor do que o previsto.

Aids

O número de contaminados pela AIDS em 2007 foram 2,9 milhões de pessoas. No Brasil 600 mil casos, com registro de 11 mil mortes.

Lei Seca

A Polícia Rodoviária Federal constata queda de 14,5% nos acidentes e mortes nas estradas brasileiras, em julho, comparados a 2007. Sendo um mês de férias. a queda foi atribuída à Lei Seca. No Japão, Hungria e Tchecoslováquia vigora Lei Seca, Álcool Zero. Na França, um projeto no parlamento pretende punir motorista alcoolizado com a expropriação do veículo.

Doação de Sangue

A Organização Mundial de Saúde - OMS - recomenda que, pelo menos, 3% da população de cada país doe sangue. Mo Brasil, apenas 1% dos brasileiros tem esta prática.

Multas ambientais

Decreto em junho, da presidência da República, conferiu ao Ibama poderes para receber multas ambientais até então atribuição da receita. A medida visa agilizar o processo, que deve ser ajuizado, a partir de então, em 4 meses, enquanto 40% do valor multado será depositado em cautela, imediatamente pelos faltosos.

Por: ForumSec21