11/08/2008 Noticia AnteriorPróxima Noticia

Fundo Amazônia espera doações de mais países, diz presidente do BNDES

Alana Gandra

Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro - O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, disse hoje (5) que outros países, além da Noruega – primeira a anunciar sua doação, de US$ 100 milhões – deverão contribuir para o Fundo Amazônia, criado por decretado presidencial no dia 1º deste mês.

O objetivo do fundo é captar recursos privados, por meio de doações voluntárias, nacionais ou estrangeiras, para investimento em ações de prevenção, monitoramento e combate ao desmatamento no Brasil, principalmente na região amazônica. O Ministério do Meio Ambiente espera que o fundo capte US$ 1 bilhão no primeiro ano de vigência.

Em entrevista durante seminário promovido pela Associação e Sindicato dos Bancos do Rio de Janeiro, Coutinho explicou que não revelaria os nomes dos outros países doadores porque as negociações ainda estão em andamento. De acordo com Coutinho, há também grandes empresas interessadas em fazer doações.

Segundo ele, o Fundo Amazônia ajudará a melhorar a qualidade da política ambiental brasileira e apoiará o desenvolvimento regional e as atividades florestal e madeireira de modo sustentável. O fundo poderá também financiar pesquisas científicas e tecnológicas e apoiar o desenvolvimento institucional, equipando melhor os órgãos ambientais, para que possam fiscalizar com mais eficiência a riqueza amazônica, acrescentou.

Por: Agencia Brasil