26/06/2008 Noticia AnteriorPróxima Noticia

ONG defende energia alternativa para evitar hidrelétricas

O diretor do Programa na América Latina da International Rivers, Glenn Switkes, criticou há pouco, no Seminário de Desenvolvimento Sustentável da Bacia do Alto Tocantins, a construção de hidrelétricas na Amazônia. A organização não-governamental atua há 20 anos na defesa de rios e populações ribeirinhas.

Segundo o convidado, o Brasil poderia evitar a geração de 40% da energia que precisa até 2020. Além da redução no consumo, Switkes defendeu o uso de energias alternativas, como a eólica (dos ventos). Segundo ele, as hidrelétricas são mais baratas apenas se os custos ambientais não forem contabilizados.

Por: Agencia Camara