21/05/2008 Noticia AnteriorPróxima Noticia

Minc vai à Alemanha em busca de 150 milhões de euros para a Amazônia

Nielmar de Oliveira

Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro - O ministro indicado para o Meio Ambiente, Carlos Minc, informou hoje (21), que embarca na próxima quinta-feira (29) para a Alemanha, de onde deverá trazer cerca de 150 milhões de euros, para serem aplicados na região Amazônica. A informação foi dada pelo futuro ministro, durante entrevista, em que apresentou Marilene Ramos como nova secretária do Ambiente do Rio de Janeiro.

Minc anunciou a criação de um novo parque florestal no estado, entre Mangaratiba e Angra dos Reis, com 38 mil hectares. “Vamos dobrar a área protegida no estado e a idéia, agora como ministro de Meio Ambiente, é fazer a Área de Proteção Ambiental (APA) da Mata Atlântica, nos moldes das APAs existentes da Amazônia. Aproveitarei a viagem à Alemanha para ver se já ‘carreio’ mais uns 20 milhões de euros para a APA Mata Atlântica”, adiantou Minc.

Na avaliação do futuro ministro, a Mata Atlântica é o segundo bioma mais ameaçado do planeta e ainda não possui uma Área de Proteção Ambiental. “A viagem já estava agendada, estarão reunidos vários ministros do meio ambiente. Trata-se de um programa de biodiversidade, onde haverá propostas de proteção de áreas especiais e de proteção a biomas ameaçados”, informou Minc.

Carlos Minc também defendeu a concessão de mais recursos para o saneamento das baias da Guanabara e de Sepetiba, "estratégicas para o país", na avaliação dele. “Vocês podem estar certos: nós conseguiremos mais recursospara alavancar com mais intensidade frentes e projetos em marcha, para ver se um dia poderemos ter realmente a baia de Guanabara limpa", disse o futuro ministro do Meio Ambiente.

Por: Agencia Brasil