10/04/2008 Noticia AnteriorPróxima Noticia

As mil e uma bossas de São Pedro da Serra

Em São Pedro da Serra e região, sinta-se num lugar muito próximo às estrelas. Esta sensação única só é possível neste alto de serra. São Pedro tem iluminação urbana que pouco atrapalha este visual.

No céu de outono, numa noite sem nuvens, com uma boa dose de apetite contemplativo, pode-se buscar um bom local nas imediações da Vila para observar com clareza o colosso de estrelas da Via-Láctea.

Com esta cobertura de estrelas e toda a paz do Universo, o visitante de São Pedro da Serra percorrerá uma única via, a Rua Rodrigues Alves, tirando proveito de toda a infra-estrutura do lugar.

Tendo início na Praça João Heringer, um percurso de menos de 1 quilômetro até o Largo do Estrela, o visitante desfrutará de uma paisagem exuberante entre as montanhas e terá à disposição 12 restaurantes, além de bares, lanchonetes e 3 pizzarias. Há também um Centro Cultural e uma interessante delicatesse, farta de exóticas guloseimas.

O visitante encontrará também 13 lojas de artesanato e outros artigos neste percurso e uma feirinha com barracas de artesanato variado e autêntico dos artistas da região. Pintores como Marcelo Auad, Luiz Murce e Alessandra Vaz tem seus ateliês na Rua Rodrigues Alves, onde expõem suas obras de arte, bem como as esculturas em cerâmica de Rodrigo Fernandes. Moram em SPS muitos artistas plásticos.

Para a estadia são 23 pousadas espalhadas pelos recantos do lugar, garantindo um repouso de alto nível. Através da internet, podem ser feitas as reservas prévias.

Na região, a grande maioria das cachoeiras está em Lumiar. Em São Pedro, a opção de um mergulho refrescante esta nas Piscinas Naturais do Didi, bom ambiente de lazer com sauna e restaurante, situado a 300 metros da Praça João Heringer.

A Boemia é certa nas noites de sexta e sábado com música ao vivo nos bares e restaurantes, invadindo a madrugada. Pode-se ouvir MPB, Rock, Forró, Samba e Chorinho, com músicos de destaque que escolheram São Pedro da Serra para se apresentarem.

Entretanto estas características modernas de São Pedro escondem um passado histórico que remonta ao século XIX.

De fato, restaram muitas construções do início do Século XX, tanto em torno da praça, quanto mais além, onde a prova contundente desta antiguidade é a Capela de São Pedro, que no dia 22 de abril completará oficialmente 143 anos. Isto sem contar que a atual construção substituiu outra, de pau a pique, que teria durado outros 20 anos perfazendo um total de 163 anos.

A região foi colonizada, por decreto de D. João VI, por suíços, que ali chegaram em 1820 e pelos alemães, em 1824. Por isto pode-se reparar que o povo originário da terra é em sua maioria de pele muito clara e de cabelo alourado. As primeiras famílias suíças foram os Mafort, Tardin e Boy. As alemãs foram os Heringer, Blaudt, Shimidt e Eller. Todos sobreviveram da agricultura familiar, sendo que seus descendentes permanecem até o presente produzindo Inhame, Aipim, Batata Doce, Hortaliças e banana. Só a agricultura do Café foi abandonada.

A atual São Pedro da Serra agrega gente oriunda de vários estados brasileiros e países do mundo, convivendo de maneira integrada ao povo tradicional. Isto porque o lugar já é uma referência turística há mais de 30 anos.

Uma outra referência religiosa importante é a Igreja Assembléia de Deus, situada na praça João Heringer que fez 51 anos. Também o Templo de Meditação Sufi, construído há 24 anos, localizado em Sibéria.

De acordo com Robson Heringer, presidente da Associação de Moradores de SPS-AMASP, os problemas enfrentados atualmente por São Pedro, VI distrito de Nova Friburgo se referem, quase sempre, ao isolamento em relação à sede do Município.

O transporte público, na opinião de Robson, poderia abranger um péríodo maior e haver ônibus após às 23 horas nos fins de semana. Também o atendimento de Saúde poderia ser bem melhor e o hospital mais próximo é o Raul Sertã, distante cerca de 40 quilômetros.

As principais reivindicações da Associação são a reconstrução da Estrada Constancia Heringer, de acesso a SPS, bem como um Pronto Socorro e um Posto Policial na vizinha Lumiar, para atendimento à toda a região.

Muito embora este isolamento, a bucólica, artística, boemia e agrícola São Pedro da Serra cada vez mais atrai o turismo. Também toda a região em seu entorno como Lumiar e Boa Esperança tem muitos atrativos para os visitantes. No caso de São Pedro da Serra, suas Pousadas e Restaurantes estão sempre lotados nos fins de semana prolongados.

Toda a Infra-Estrutura existente em São Pedro da Serra foi erguida pelos moradores e entusiastas daterra. Para o artista plástico Nysio Chrysostomo, empreendedor da Ong Boiacá, que apóia o artesanato em São Pedro da Serra, o associativismo, entre os diferentes ramos da atividade local, será a única forma de direcionar os desafios de uma integração maior entre os lampejos de notoriedade e a preservação ambiental e cultural da região, com frutos para a comunidade.

Para quem mora distante e não sabe onde fica São Pedro da Serra, SPS fica no município de Nova Friburgo, no Estado do Rio de Janeiro - Brasil. Vindo do Rio de Janeiro, o turista tem que atravessar a ponte Rio-Niterói, pegar a RJ 116, subir a Serra e quando chegar no bairro de Mury, em Nova Friburgo, entrar à direita, em direção a Lumiar. Se vier por Cabo Frio, Rio das Ostras ou Macaé, deve pegar a rodovia Serramar (Rj-142) que vai sair também em Lumiar, distrito vizinho de São Pedro da Serra.

Leniel Jair

Por: ForumSec21