10/03/2008 Noticia AnteriorPróxima Noticia

As melhores e as piores notícias ambientais de fevereiro e início de março

Nova adutora está sendo construída em Rio das Ostras para beneficiar 11 mil habitantes. Com 7.600 metros de extensão, fornecerá a população mais de 13 milhões de litros de água por dia.

Quadrilha de catadores de palmito que atuava na reserva florestal dos Três Picos foi presa por policiais militares de Nova Friburgo, em fevereiro. Foram denunciados porque estavam derrubando mais de 50 árvores por dia.

A ministra Marina Silva esteve com o presidente Lula, reclamando das ações dos produtores de soja e pecuaristas, causadora do desmatamento da Amazônia, verificado no segundo semestre de 2007. Convocado, o ministro da agricultura, Reinhold Stephanes (PMDB-PR) saiu em defesa dos produtores, assegurando estarem as áreas produtivas sem expansão, sendo a mesma de 2006. Entretanto, 7 mil Km quadrados de florestas foram desmatados em 6 meses. Este foi um duro golpe na alardeada proteção da floresta promovida pelo governo. Enquanto isto, 74 milhões de cabeças de gado foram alojadas na Amazônia em 10 anos.

O Greenpeace revela que o mercado europeu boicotará a soja brasileira com origem na devastação da floresta.

Reunião da Ministra Marina Silva com o presidente Lula definirá medidas que irão barrar o crédito bancário para produtores que desmatam a Amazônia.

O Governo Federal vai apontar o nome dos 150 maiores devastadores da Amazônia, assegura a ministra Marina Silva.

Incidente em Tailândia, no Pará, no dia 19 de fevereiro. Seis fiscais do Ibama foram cercados por madeireiros. Estes tinham aplicado multas a 20 serrarias no total de 15 milhões de reais. Para socorrer os fiscais, o governo federal acionou a Policia Federal e Estadual.

O incidente em Tailândia marcou o endurecimento do governo contra os madeireiros, acusados de desmatar a Amazônia. Além das multas, 13 mil metros cúbicos de madeira foram apreendidos, confiscados pelo governo e serão levados a leilão.As diligências dos fiscais do IBAMA nas madeireiras da Amazônia passaram a contar com o apoio da guarda nacional. 450 policiais ocuparam a região. Os moradores de Tailândia pedem ao governo federal alternativas econômicas para substituir a extração de madeira.

De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, das 36 cidades da Amazônia, onde foram registrados maiores índices de violência, 23 estão envolvidas na devastação ambiental.

O Brasil possui 720 unidades de conservação florestal, abrangendo 1,5 milhão de hectares, a maior do planeta. Esta área conta com 2 mil funcionários especializados em conservação. Estudo constatou que seriam necessários 9 mil funcionários para o serviço. O Instituto Chico Mendes, recém criado, traz em seu Estatuto a possibilidade de terceirização para cuidar das áreas de reserva.

O instituto Chico Mendes pertence ao Ministério do Meio Ambiente, e foi criado para administrar as Unidades de Conservação. Seu orçamento é de 130 milhões.

Apenas 7% dos recursos provenientes do exterior vão para o Fundo de áreas protegidas no Brasil. Ao contrário do que se especula, pouco é investido, pelo exterior, na preservação de nossas florestas.

Assegurar o financiamento nacional e internacional para manter a floresta em pé tem sido a proposta brasileira nos fóruns internacionais.

Nos EUA, inventor adapta motor para consumo de óleo de fritura. Após o uso do óleo na cozinha, pode-se abastecer o veículo. O desempenho é de 5km com um litro.

A tecnologia de um painel solar com 20 metros quadrados de área possibilita a obtenção de 500 Kilowats hora de energia elétrica.

A Coelba, empresa de energia baiana, apostou na energia solar para as casas da zona rural terem energia elétrica. Asede da empresa possui painel solar, contribuindo com 40% do próprio consumo.

A Anel prepara novas regras para estimular o uso de energias alternativas. Deverá promover, este ano, leilões para implantação de moinhos de energia eólica. Outro objetivo é aproveitar o bagaço da cana para produzir energia elétrica.

Nos EUA, a energia Eólica já representa 30% do consumo em 34 cidades.

O cultivo de plantas transgênicas no país aumentou em 30% no ano passado, ocupando mais de 3 milhões de hectares.

O Conselho Nacional de bio-segurança autorizou, no dia 12 de fevereiro, a plantação de duas variedades de milho transgênico no Brasil.

Cientistas franceses constataram alterações no comportamento dos insetos em relação à plantas transgênicas. Os insetos não interagem com estas plantas.

Aumentou a quantidade de tremores de terra no Brasil. As áreas mais afetadas estão no Acre e no Rio Grande do Norte.

Ó Rio de Janeiro registrou em 2007, 1950 casos de Dengue, o dobro do ano anterior. A resistência dos moradores em receber os fiscais chega a 40% das visitas. Especialistas afirmam que as caixas de água sem tampa são o foco principal.

No Japão, pesquisa demonstrou que 2/3 da população são favoráveis a caça de baleias. O japoneses são consumidores da carne deste animal. Por outro lado, a Austrália combate esta prática em suas águas territoriais.

Protestos em São Paulo, junto ao Consulado Chinês, denunciaram a morte de mais de 40 milhões de animais, principalmente cães e gatos, que tem suas peles destinadas para a confecção de vários produtos.

Os mesmos manifestantes denunciaram o Brasil como o maior exportador do mundo de pele de Chinchila.

Em Arraial do Cabo, a pesca predatória está destruindo a fauna marítima. A área é de reserva, onde uma corrente marítima vinda das Ilhas Malvinas aflora. Lugar único no litoral brasileiro, abriga milhares de espécies.

A dedicação de conservacionistas brasileiros retirou da lista de animais em extinção o Tamanduá Bandeira e o Jacaré de Papo Amarelo.

Já são 10 espécies de algas que constam na lista à beira da extinção.

Pesquisadores de vinho estão notando alterações em sua qualidade nas regiões européias. Apresentam aumento do teor alcoólico. As uvas estão ficando adocicadas devido à inconstância das chuvas e demorando a madurar em função das alterações climáticas.

No Brasil há 300 mil ONG´s, entidades sem fins lucrativos. Pelo menos 250 delas atuam com recursos públicos.As ONG´s ocupam o terceiro lugar no índice de confiança do mercado brasileiro, tendo 51% de aprovação, segundo a ABONG.

Resende foi a cidade escolhida pela Pesagro para receber uma floresta de Seringueiras, este ano, visando a produção de borracha natural. A iniciativa tem a parceria da fábrica de pneus Michelin. Outros 30 municípios poderão ser incluídos neste projeto que pretende expandir a produção de borracha natural no estado do Rio que é de 300 toneladas.

A Petrobrás terá que plantar 4 milhões de árvores como compensação ao empreendimento da refinaria de Itaboraí. A licença para o início da terraplanagem sairá em março.

No estado do Paraná grandes supermercados foram multados por não cumprirem o prazo até novembro para a substituição das sacolas plásticas.

O Corpo de Bombeiros alerta aos soltadores de pipa para não utilizarem papel laminado nas rabiolas porque este material é condutor de energia, oferece perigo e tem causado estragos na rede elétrica.

600 vagas de bicicletas serão criadas na Zona Sul do Rio em bicicletários adequados. A Prefeitura também vai recuperar a malha das ciclovias no incentivo ao pedalar.

Em construção a Estação de Tratamentos de Esgotos de Alegria, no rio Sarapuí, no Cajú, Rio de Janeiro, possibilitará a remoção diária do equivalente a 2 Maracanãs de poluentes, atualmente despejados na Baia de Guanabara. Segundo Carlos Minc, secretário Estadual de Meio Ambiente, no futuro será aproveitado o biogás para a energia e a gordura para o biodísel.

Por: ForumSec21