07/03/2008 Noticia AnteriorPróxima Noticia

Amazônia terá postos de vigilância para combater desmatamento

Segundo o ministro da Justiça, Tarso Genro, serão instalados dez postos fixos no polígono formado por municípios do Pará, Rondônia e Mato Grosso, onde desmatamento foi maior em 2007.

O governo federal instalará dez postos fixos de vigilância no polígono compreendido por municípios do Pará, Rondônia e Mato Grosso, estados onde foi maior o desmatamento da Floresta Amazônica em 2007.

O objetivo é coibir o desmatamento, o crime, o tráfico de drogas e o contrabando de material genético proveniente da floresta.

A área de atuação será a mesma da operação Arco de Fogo, uma ação integrada de combate ao desmatamento ilegal.

A informação foi dada pelo ministro da Justiça, Tarso Genro, ao participar nesta quinta-feira (6) de entrevista a emissoras de rádio no estúdio da Empresa Brasil de Comunicação.

"Vão convergir para lá elementos da Força Nacional, da Polícia Rodoviária Federal, da Polícia Federal, além de contingentes do estado e fiscais do Ibama [Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis], para fazer um trabalho multidisciplinar permanente na região. Isso para que o estado ocupe aquela região e não seja ocupado pelo delito, pela destruição da nossa floresta e até pela utilização criminosa da biodiversidade", explicou.

Segundo o ministro, a operação Arco de Fogo, integrada por fiscais do Ibama, Polícia Federal e agentes da Força Nacional, transcorre bem e será mantida por mais um tempo. "As informações que eu tive ontem é que as operações se desenvolvem normalmente e ainda se desenvolverão nesse ritmo por um certo tempo", disse.

Por: Agencia Brasil