31/12/2007 Noticia AnteriorPróxima Noticia

Escola de Dança Bibiana de Sá no Lar Abrigo Amor a Jesus

Doar não seria compartilhar o que temos de melhor? Ao contrário do que muitas vezes imaginamos, não há esforço nesta entrega, mas o prazer de dividir com o outro, nosso dons, virtudes ou conquistas. Independente de que natureza seja – material, emocional, intelectual ou espiritual -é curioso como no ato de doar está também o de receber.

No dia 28 de novembro, jovens bailarinas da Bibiana de Sá Escola de Dança se apresentaram no Lar Abrigo Amor a Jesus. Não era nenhuma data especial ou evento, mas certamente fez diferença no dia dos moradores, funcionários e colaboradores deste lar.

A Escola de Dança apresentou duas variações do Ballet Esmeralda e Bela Adormecida, e a coreografia Parthenon, apresentada também no XXV Festival de Dança de Joinville. A idéia de levar a dança ao Abrigo surgiu quando faziam uma aula: dividir o que a dança tem de melhor e mais belo com um público que, normalmente, não têm acesso às apresentações. Da idéia à sua realização foram 5 dias.

Mais do que coreografias e músicas, houve encanto, recordações e aprendizados nesta tarde. Desde a emoção dos internos, o pedido caloroso pelo “Bis”, a poesia improvisada da professora e interna Lídia Marques Ferreira em agradecimento às bailarinas,até a comoção das meninas que alí se apresentaram. Mas talvez, o maior aprendizado desta tarde tenha sido o de que podemos – e devemos - fazer diferença na vida dos que nos cercam: foram 30 minutos onde as jovens bailarinas fizeram o que mais gostam – dançar! -e 30 minutos de emoção para os que assistiram. Certamente, nesta tarde saíram mais felizes artistas e público. Ganharam os dois lados.

E a idéia não parou por aí. Bibiana de Sá, diretora e professora da Escola– e mentora da idéia - pretende, em 2008, levar mensalmente seus alunos para uma apresentação; dos pequeninos à Companhia de Dança: “Não há como privar os meninos deste aprendizado, ou ignorar a possibilidade de trazer o Ballet para um público tão merecedor.” – concluiu Bibiana.

Por: ForumSec21