07/12/2007 Noticia AnteriorPróxima Noticia

Rio de Janeiro emite 56 milhões de toneladas de gás carbônico por ano

Rio de Janeiro emite 56 milhões de toneladas de gás carbônico por ano

Mariana Borgerth

Da Agência Brasil

Rio de Janeiro - O estado do Rio de Janeiro emite 56 milhões de toneladas de gás carbônico por ano. O número faz parte de um estudo inédito realizado pela secretaria estadual do Ambiente e pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). A pesquisa apontou que a indústria é responsável por 21% das emissões de gases, seguidos pelas indústrias geradoras de energia, com 22%, e o transporte rodoviário, com 16% das emissões de gás carbônico.

Esse gás potencializa o efeito estufa, processo global de aumento da temperatura. Segundo o secretário estadual do Ambiente, Carlos Minc, esse estudo vai servir como base para dar continuidade às políticas do governo no combate à poluição.

“Esse foi um estudo que vai servir como referência. Atualmente já fazemos captação do gás metano, encontrado no lixo, que depois é transformado em biogás. Além disso, o Rio possui um projeto pioneiro no setor de transporte, o B5. Hoje já existem ônibus circulando com combustível diesel associado a 5% de biodisel. Até 2012, a meta é chegar a 20%”, afirmou o secretário.

Minc também explicou que além desses projetos, as novas construções públicas, como escolas e hospitais, já são obrigadas a possuir sistemas de captação de energia solar e reaproveitamento da água da chuva. O próximo passo é a aprovação de uma lei que possa abranger os novos edifícios privados.

Para a redução da poluição do setor energético, que abastece a indústria, o secretário lembrou da importância de investir em novas tecnologias e na compensação com o uso de energia limpa, como a eólica e de biomassa.

Segundo Minc, esses dados serão apresentados no próximo dia 8 em uma reunião da Organização das Nações Unidas (ONU) que avalia a mudança climática.

Por: Agencia Brasil