03/12/2007 Noticia AnteriorPróxima Noticia

Sala Mônica Araújo completa 7 anos com nova exposição e muitos projetos para o futuro

Quem acha que para ver boas exposições, ou participar de eventos culturais, precisa sair de Nova Friburgo em busca dos grandes centros, se engana. A cidade está repleta de centros culturais, ateliês e eventos – que têm como palco até mesmo as ruas, como foi o Plantão Cultural, ou a Festa da Consciência Negra, que aconteceu na Praça Getúlio Vargas, neste mês.

Um espaço que merece destaque, pela sua contribuição cultural, beleza e eventos, é a Sala Mônica Araújo. Situada na avenida Euterpe, num dos mais antigos casarões – com mais de 100 anos! – o espaço tem sido ponto de encontro das Artes, artistas, e admiradores. Inaugurado em setembro de 2000, já passaram por lá artistas de renome, da cidade ou nacional: foram 140 exposições desde sua inauguração.

A história não começa em 2000...

Uma casa com mais de 100 anos, que já foi residência, colégio, pensão; hoje, além de pousada é um espaço encantador,palco de artistas e a certeza de bons encontros.

No início da década de 70, atraídos pela beleza e peculiaridades de Nova friburgo, a família Araújo inicia sua trajetória cultural na cidade. Após ser adquirido em leilão pelo Sr. Lourival Pereira Araújo, o casarão passou a funcionar como pensão. Nesta época o espaço já ‘abrigava’ muita cultura, pois era o destino de pessoas vindas do mundo inteiro – diversidade cultural!

Mônica Araújo, empresária do setor hoteleiro e proprietária do espaço, tem fortes lembranças:

- Meu pai foi cantor da Rádio Nacional,além de grande chef e apaixonado por esta cidade. Mesmo depois que veio pra Friburgo, fez de nosso espaço um grande encontro cultural:sempre haviam festas. Tinha até um palco, onde montávamos pequenas peças. Cresci rodeada por muita cultura e arte.

Com o falecimento do Sr.Lourival, há 9 anos, Mônica retorna a Friburgo, assumindo a direção da pousada.

A idéia

De volta a cidade, com vasta experiência artistica – Mônica é baterista profissional! – buscava novas referências locais; foi quando encontrou a pessoa certa, no momento exato:

- Sempre fui ligada ao turismo, e num deses encontros, conheci Jane Ayrão, uma apaixonada pela cidade, e começamos a estreitar laços. Um dia, Jane pediu que eu hospedasse uma artista plástica italiana. Ela ficou lá dez dias, e numa de nossas conversas pelo casarão, ela sugeriu que eu fizesse saraus. Ela se foi, mas a idéia permaneceu. Até que cheguei a conclusão de que gostaria de promover neste espaço exposições de arte.

O espaço foi inaugurado em2000. O TACA – Teatro Amador do Colégio Anchieta – foi que inaugurou , com a peça “Odeon”. Daí em diante foi um sucesso, e a cada mês a Sala expõe dois ou mais artistas, além de promover outros eventos e encontros.

Aconteceu!

Quem já teve a oportunidade de estar neste espaço, sabe de sua beleza... São salas temáticas, num ambiente que consegue unir a rusticidade, a leveza e o aconchego que o ambiente das artes deve propiciar. São 7 anos mantidos com trabalho e dedicação. A comunidade friburguense começa a descobrir este espaço.

- Não há um retorno financeiro...isso aqui é amor, é necessidade, é viceral, é uma opção. No início, caminhei bem sozinha. Hoje conto com um pouco mais de apoio da comunidade. O meu público – por ser também uma pousada – é 90% de turistas. O que me fez caminhar neste projeto foram os turistas, pois eram eles que se encantavam – e se encantam – com o espaço cultural.

Existem muitos projetos para 2008; ainda há muita área pra ser trabalhada no espaço cultural! Mas a Sala Mônica Araújo encerra brilhantemente as exposições de 2007 com os artistas plásticos Gustavo Baruke, Taís Tavares e Nívia Semprini. Vale conferir!

A Sala Mônica Araújo fica na Av.Euterpe friburguense, 33 centro. O telefone é 2522-6880 – escolas podem ligar para agendar visitação. A entrada é gratuita, e funciona de domingo a domingo, das 14 às 20 horas. O site é www.culturasalamonicaaraujo.com

Reportagem: Jeany Amorim

Por: ForumSec21