Sri AurobindoMiguel de Unamuno

Mestre de Vida: Swami Vivekananda

Swami Vivekananda Swami Vivekananda 1863 - 1902

Swami Vivekananda

Swami Vivekanandafoi um monge, iogue e filósofo hindu. É considerado um dos mais célebres e influentes líderes espirituais do hinduísmo moderno, sobretudo da filosofia Vedanta. Foi pioneiro em sua divulgação no Ocidente, e inspirador do movimento do espiritualismo universalista.

Principal discípulo de Ramakrishna, fundou a Ordem Ramakrishna e organização monástica Sri Ramakrishna Math.

Vivekananda era vinculado à escola brâmane Vedanta Advaitista. Tal corrente de pensamento tem os Vedas como textos sagrados. Monistas, enxergam unicidade no Criador e na Criação.

Ídolo da juventude hindu do início do século XX, consagrou-se como defensor da tolerância religiosa, analista das questões sociais de sua época, propagador da filosofia Vedanta, assim como da Karma Yoga, além de inovador no esforço de examinar pontos de convergência do pensamento ocidental e oriental acerca de temas ligados à Ética e à espiritualidade.

Ensinamentos:

“Não há forma de serviço maior que falar de Deus. Se você convencer alguém de que o caminho do erro leva ao vale da morte e que o caminho da meditação, à vida eterna, terá dado algo mais valioso do que um milhão de dólares. O dinheiro é perecível, mas a realização divina nos acompanhará além dos portais do túmulo. Para quem se comporta mal, o Ser é um inimigo. Ajude o Ser e Ele o salvará. Não há outro salvador, além do seu Ser.”

Esta é a única forma de alcançar a meta, dizer a nós próprios e dizer aos demais, que somos divinos e, conforme repetirmos isto, a força virá.

Nada mais a não ser o caminho para a realidade nos fará fortes, e ninguém alcançará a Verdade enquanto não for forte. Qualquer sistema que enfraqueça a mente, portanto, que faça a pessoa supersticiosa, apática, desejando toda a sorte de selvagens impossibilidades, mistérios e superstições não me agrada, pois é perigoso. Tal sistema jamais trará bem algum, pois estas coisas criam morbidez da mente, tornam-na fraca, tão fraca que com o correr do tempo lhe será quase impossível receber a Verdade e viver de acordo com ela.

A força, portanto, é uma coisa imprescindível. Força é o remédio para a doença do mundo. Força é o remédio que os pobres devem tomar quando explorados pelos ricos. Força é o remédio que o ignorante deve tomar quando oprimido pelos que têm erudição e é o remédio que os pecadores devem tomar quando tiranizados por outros pecadores.

A teoria que não encontra aplicação prática na Vida é uma acrobacia do pensamento.

“O homem tem por objetivo não o prazer, mas o conhecimento.”

A prática é absolutamente necessária. podeis sentar-vos e ouvir-me uma hora por dia, mas se não praticardes, não adiantareis um só passo para a frente. Tudo depende da prática. jamais compreenderemos estas coisas se não as experimentarmos. temos que ve-las e senti-laspor nós mesmos.simplesmente ouvir explicações e teorias nada adiantará.

Todo este universo é o Eu tentando compreender-se.

A verdadeira liberdade não pode existir em meio desta ilusão, desta alucinação, desta tolice do mundo, deste universo dos sentidos, do corpo e da mente.

Assim, para o filósofo, esse conhecimento do Eu é da maior utilidade, porque lhe dá a mais alta felicidade possível. Satisfação dos sentidosou coisas físicas não podem ser da mais alta utilidade para ele, porque não encontra neles o mesmo prazer que encontra no conhecimento de si mesmo. E afinal, o conhecimento é a única meta, e é, realmente, a maior felicidade que conhecemos.

VOLTAR À PÁGINA INICIAL