Paramahansa YoganandaSamuel Beckett

Mestre de Vida: Sri Aurobindo

Sri Aurobindo Sri Aurobindo 1872 - 1950

Sri Aurobindo

Nasceu em Calcutá, Índia. Estudou na Inglaterra até os 21 anos. Ao retornar à Índia, em 1893, começou a procurar pela sabedoria e verdade do Oriente.Passou treze anos a serviço administrativo e educacional para o Estado, tendo ficado uma grande parte deste período em silenciosa atividade política. Em 1906, foi para Bengala assumir o comando do movimento revolucionário para a independência da Índia. O Governo Britânico prendeu-o por um ano, entre 1908 e 1909. Durante esse período Sri Aurobindo passou por uma série de experiências espirituais que determinaram o novo curso de seu trabalho.Sri Aurobindo deixou o corpoaos 78 anos. Seu trabalho espiritual tornou-se conhecido como “O Yoga de Sri Aurobindo”, porque, como ele dizia, “Toda vida é Yoga” - “Este Yoga significa não somente a realização de Deus, mas uma completa consagração e mudança das vidas interior e exterior, até que estejam preparadas para manifestar uma consciência divina e se tornar parte do trabalho divino.”

Ensinamentos:

“Abandonar o esforço pessoal não é o que lhe é pedido, mas chamar cada vez mais pelo Poder Divino e através dele governar e guiar o esforço pessoal.”

Uma vez que se colocou os pés no caminho, como se pode recuar dele para algo inferior? Se você se mantém firme quedas não importam, levanta-se de novo e continua em frente. Se você é firme na direção ao objetivo não pode haver nenhum fracasso definitivo no caminho para o Divino. E se há algo dentro de você que o impulsiona,como certamente há, vacilações ou quedas ou falta de fé não fazem nenhuma diferença decisiva. Tem que se continuar até que a luta tenha passado e haja o caminho reto e aberto e sem espinhos.

Vocês não fazemidéia da vastidão que existe dentro de vocês. Este corpo parece pequeno, mas ele é a imagem do universo inteiro. Neste corpo existe um sol mil vezes mais brilhante que o sol externo.

A felicidade do Self não depende de fatores externos. Ela é completamente independente; ela surge, incondicionalmente, de dentro.

Os nossos conceitos intelectuais são obstáculos no caminho do conhecimento...O estado de conhecimento que a yoga prevê não é umaconcepção intelectual nem um claro discernimento da verdade.É uma realização no pleno sentido da palavra.

Todos os prazeres do mundo externo são temporários. Eles nunca duram. Todos os prazeres que você busca podem ser descobertos, em maior grau, internamente.

Concentrar-se principalmente no seu próprio crescimento e experiência espiritual é a primeira condição para um buscador - ser ávido em ajudar aos outros provoca o desvio do trabalho interno. Crescer espiritualmente é a maior ajuda que alguém pode dar aos outros, pois a partir dele algo flui naturalmente que ajuda aqueles que estão à sua volta.

Os Upanixades dizem que Aquele que Existe em si mesmo estabeleceu que as portas da Anima só poderão ser abertas de dentro para fora... A observação de si mesmo e a auto-análise são, portanto, uma importante e eficaz introdução à verdadeira interioridade.

Fixe em sua mente e coração a resolução de viver para a Verdade Divina e para isto somente; rejeite tudo que é contrário e incompatível com isto e afaste-se dos desejos mais baixos; aspire por abrir-se ao Poder Divino e nenhum outro. Faça isso com toda sinceridade e a ajuda presente e viva de que você precisa não lhe faltará.

Um silêncio receptivo da mente, um apagar do ego mental e a redução do ser mental à posição de uma testemunha, um contato íntimo com o Poder Divino, é uma abertura do ser a esta única influência e nenhuma outra, são as condições para tornar-se um instrumento do Divino, movido por isto e isto somente.

VOLTAR À PÁGINA INICIAL