Kahlil Gibran George Bernard Shaw

Mestre de Vida: Friedrich Nietzsche

Friedrich Nietzsche Friedrich Nietzsche 1844 - 1900

Friedrich Nietzsche

Nietzsche é um filósofo que não se enquadra no padrão dos homens sábios que costumamos colocar nesta coluna. Isto porque ele representou muito mais uma destruição do que uma construção, é muito mais profano do que sagrado. No fundo, Nietzsche questionou as próprias bases da nossa civilização, que foram responsáveis, segundo ele, por gerações de homens fracos, sem criatividade e sem verdadeira alegria de viver. Logo, a sua ideia central é a da “afirmação da vida”, através de uma crítica ácida de toda doutrina ou “verdade” que tente drená-la. Para ele, a ideia principal que enfraquece a Vida é a felicidade colocada num plano além deste mundo. Nietzsche não acreditava numa realidade transcendente, mas apenas imanente. Assim, ele apontou para uma “transvaloração dos valores”, ou seja, não somente para uma mudança dos valores predominantes, mas, principalmente, na superação das próprias fontes dos valores ocidentais que seriam, segundo ele, as filosofias de Sócrates e Platão, assim como a religião e a moral.

Ensinamentos:

“As convicções são inimigas mais perigosas da verdade do que as mentiras.”

“Temos a arte para não morrer da verdade.”

“Perdido seja para nós aquele dia em que não se dançou nem uma vez! E falsa seja para nós toda a verdade que não tenha sido acompanhada por uma risada!”

“Todos vós, que amais o trabalho desenfreado (...), o vosso labor é maldição e desejo de esquecerdes quem sois.”

“Torna-te aquilo que és.”

“O que não provoca minha morte faz com que eu fique mais forte.”

“Quem luta com monstros deve velar por que, ao fazê-lo, não se transforme também em monstro. E se tu olhares, durante muito tempo, para um abismo, o abismo também olha para dentro de ti.”

“O homem é uma corda esticada entre o animal e o super-homem, uma corda por cima do abismo.”

“Aquilo que se faz por amor está sempre além do bem e do mal.”

“No convívio com sábios e artistas facilmente nos enganamos no sentido oposto: não é raro encontrarmos por detrás dum sábio notável um homem medíocre, e muitas vezes por detrás de um artista medíocre um homem muito notável.”

“O sábio como astrônomo: Enquanto sentires as estrelas como algo que está por cima de ti não possuis ainda o olhar do homem que sabe.”

“Há sempre alguma loucura no amor. Mas há sempre um pouco de razão na loucura.”

“O medo é o pai da moralidade.”

“É necessário ter o caos cá dentro para gerar uma estrela.”

“É difícil viver com as pessoas porque calar é muito difícil.”

“Querer a verdade é confessar-se incapaz de a criar.”

VOLTAR À PÁGINA INICIAL