Willian BlakeMiguel de Unamuno

Mestre de Vida: Jakob Boheme

Jakob Boheme Jakob Boheme 1575- 1624

Jakob Boheme

Nasceu na Alemanha. Seu primeiro emprego foi pastor de ovelhas. Aos catorze anos aprendeu o ofício de sapateiro com o qual ganharia a vida. Jovem ainda, teve uma forte experiência religiosa que transformou-o. À partir de então, renunciou aos prazeres da juventude e iniciou uma leitura constante das Escrituras. Tornou-se austero e muito atento aos seus atos. Entregou-se à crença em Deus com

simplicidade e humildade. Sempre combatido por suas posições era um

inconformado porque sentia que os outros não podiam conhecer a verdade.

Por ter sido contrário aos costumes da sua época adquiriu vários inimigos. Com 35 anos teve outra revelação religiosa que lhe abriu novos horizontes. Pouco depois, imerso em muitas provas e dificuldades, iniciou sua trajetória de escritor e místico.

Boehme via o universo como um grande processo alquímico, destilando perpetuamente os metais brutos para transmutá-los em ouro celestial.

Ensinamentos:

Cristo: a Santa Pedra Angular da Sabedoria

Abriu-se para mim um largo porto e em um quarto de hora vi e aprendi mais do que veria e aprenderia em muitos anos de universidade. Por essa razão, estou profundamente admirado e dirijo a Deus minhas orações, agradecendo-lhe por isto. Porque vi e compreendi o Ser dos seres, o Abismo dos abismos e a geração eterna da Santíssima Trindade, descendente e origem do mundo de todas as criaturas, pela divina sabedoria: Soube e vi por mim mesmo os três mundos,

ou seja, o divino, o das sombras e o mundo exterior e visível. Vi e conheci toda a essência do trabalho do mal e do bem original e a existência de cada um deles; e também como frutificou com vigor a semente da eternidade. E isso de tal forma que dela fiquei desejoso e rejubilei-me.

Acima de tudo, examina contigo o propósito de conhecer os mistérios de Deus e se estás preparado a empregar aquilo que receberes para a glorificação de Deus e para o benefício do próximo. Tu estás pronto para morrer inteiramente para a tua vontade terrestre e egoísta, e desejas, sinceramente, ser um com o Esprito? Aquele que não tiver tais propósitos elevados e busca apenas um conhecimento que satisfaça o seu eu, ou para ser admirado pelo mundo, não está apto a receber tal conhecimento.

Ninguém deve confiar demais em sua razão e na inteligência aguçada, pois isto nada mais do que a constelação das estrelas que seduzem o homem ao invés de levá-lo unidade de Deus. A razão deve se submeter completamente a Deus para que o "Archeus" possa ser revelado e para que isto atue e atraia uma verdadeira região de compreensão espiritual, uniforme com Deus, onde o Espírito de Deus será revelado e trará a compreensão até Deus. E então, nesta região, "o esprito investiga todas as coisas, mesmo as mais profundas coisas de Deus", como disse São Paulo."

Amor Altíssimo, não apareceste em mim? Fica em mim; inclui-me em Ti a fim de que eu não seja capaz de me afastar de Ti. Sacia minha fome com Teu amor, alimenta minha alma com Tua substância celeste, dá a ela o Teu sangue para que ela beba e se lave em Tua Fonte."

VOLTAR À PÁGINA INICIAL