So Francisco de AssisAnatole France

Mestre de Vida: Madre Tereza de Calcut

Madre Tereza de Calcut Madre Tereza de Calcut 1910 - 1997

Madre Tereza de Calcut

Agnes Gonxha Bojaxhiu nasceu na Macednia. O pai morreu quando ela tinha oitos anos, fazendo a me ter que abrir uma atividade de bordado e fazenda para manter a famlia.

Depois de passar a adolescncia em atividades paroquiais, Agnes deixou sua casa em 1928, entrando em um convento na Irlanda, onde recebeu o nome de Tereza, como sua padroeira, Santa Tereza de Lisieux.

Em 1946, Madre Tereza criou a congregao Missionrios da Caridade com a misso de Saciar a infinita sede de Jesus sobre a cruz de amor e pelas almas, trabalhando para a salvao e para a santificao dos mais pobres entre os pobres. Em 1950, a congregao tornou-se um instituto religioso da Arquidiocese de Calcut.

partir da, Madre Tereza estendeu a obra pela ndia e pelo mundo. Abriu as primeiras casas destinadas a acolher pessoas com AIDS, alm de trabalhar em vrias misses de ajuda a refugiados e vtimas de catstrofes.

Ensinamentos:

A falta de amor a maior de todas as pobrezas

A fora mais potente do universo a f.

O importante no o que se d, mas o amor com que se d.

Sou um pequenino lpis nas mos do meu senhor, Ele que faz tudo.

O dever uma coisa muito pessoal; decorre da necessidade de se entrar em ao, e no da necessidade de insistir com os outros para que faam qualquer coisa.

Temos de ir procura das pessoas, porque podem ter fome de po ou de amizade.

No ame pela beleza, pois um dia ela acaba. No ame por admiraco, pois um dia voc se decepciona. Ame apenas, pois o tempo nunca pode acabar com um amor sem explicacao.

A orao torna nossos coraes transparentes e s um corao transparente pode escutar a Deus

O que eu fao uma gota no meio de um oceano. Mas sem ela, o oceano ser menor.

O senhor no daria banho em um leproso nem por um milho de dlares? Nem eu. Somente por amor se pode dar banho em um leproso.

As palavras de amizade e conforto podem ser curtas e sucintas, mas o seu eco infindvel.

O que eu fao simples: ponho po nas mesas e compartilho-o.

VOLTAR PGINA INICIAL