MilarepaMiguel de Unamuno

Mestre de Vida: Jung

Jung Jung 1875 - 1961

Jung

Carl Gustav Jung foi um psiquiatra suíço, fundador da psicologia analítica, também conhecida como psicologia junguiana.

Jung foi um dos maiores estudiosos da vida interior do ser humano e tomou a si mesmo como matéria prima de suas descobertas - suas experiências e suas emoções estão descritas no livro “Memórias, Sonhos e Reflexões”.

Filho de pastor protestante,ainda pequeno, mudou-se para a cidade da Basiléia, um dos maiores centros de cultura da Europa. Lá realizou seus primeiros estudos. Formou-se em medicina no ano de 1900, iniciando asua vida profissional no hospital psiquiátrico em Zurique. Dois anos depois casou-se com Emma Rauschenbach, e teve cinco filhos.

Ao longo de sua vida Jung experimentou sonhos muito ricos e visões profundas comcaracterísticas mitológicas e religiosas, que despertaram o seu interessepelos mitos, pelo mundo dos sonhos e pela psicologia da religião. Além disto, fenômenos parapsicológicos emergiam sempre e redobravam seu espanto e o seu questionamento da vida.

Ensinamentos:

Só aquilo que somos tem o poder de nos curar

“Onde o amor impera, não há desejo de poder; e onde o poder predomina, há falta de amor. Um é a sombra do outro.”

Uns sapatos que ficam bem numa pessoa são pequenos para uma outra; não existereceita para a vida que sirva para todos.

Erros são, no final das contas, fundamentos da verdade. Se um homem não sabe o que uma coisa é, já é um avanço do conhecimento.

“Não posso lhes dizer como é um homem que goza de completa auto-realização. Nunca vi nenhum...E antes de buscar a perfeição, devemos viver o homem comum, sem mutilação”.

“Aquilo a que você resiste, persiste.”

Conheças todas as teorias, domine todas as técnicas, mas ao tocar uma alma humana, seja apenas outra alma humana.

O sofrimento precisa ser superado, e o único meio de superá-lo é suportando-o.

“Ser normal é a meta dos fracassados!”

Aquilo que na vida tem sentido, mesmo sendo qualquer coisa de mínimo, prima sobre algo de grande, porém isento de sentido

Tudo aquilo que não enfrentamos em vida acaba se tornando o nosso destino.

Até onde conseguimos discenir, o único

propósito da existência humana é acender uma luz na escuridão da mera existência

Tudo que nos irrita nos outros pode nos levara um melhor conhecimento de nós mesmos.

Quem olha parafora sonha, quem olha para dentro acorda.

VOLTAR À PÁGINA INICIAL