Simone de Beauvoir

Mestre de Vida: Pablo Picasso

Pablo Picasso Pablo Picasso 1881-1973

Pablo Picasso

É impossível falar da arte do século XX sem mencionar Picasso, um dos maiores expoentes da Arte Moderna. Nascido na Espanha, foi pintor, escultor e desenhista e seu trabalho influenciou e o rumo da arte. Filho de pintor e professor de desenho, Picasso, aos 13 anos, já havia desenvolvido habilidades artísticas.

Aos 20 anos, em Barcelona, conheceu e conviveu com artistas como Toulouse-Lautrec e montou um ateliê. Anos depois, mudou-se para Paris onde aperfeiçoou suas habilidades e realizou novos contatos.

Morando na capital das vanguardas europeias, ainda pobre e passando por necessidades, Picasso começava a ficar conhecido por sua extensa obra. Foi admirado por marchands que o incentivaram e logo começou a ganhar fama e, consequentemente, dinheiro. Foi um artista inquieto e espirituoso, experimentou diversos estilos, e buscou sempre inovar suas propostas. Pablo Picasso morreu a 8 de abril de 1973 em Mougins, França, com 91 anos de idade.

Ensinamentos:

A inspiração existe, mas tem de te encontrar a trabalhar.

Não se pode fazer nada sem a solidão!

Tudo o que você pode imaginar é real.

Toda criança é um artista. O problema é o como manter-se artista depois de crescida.

O maior inimigo da criatividade é o bom senso...

Só um sentido de invenção e uma necessidade intensa de criar levam o homem a revoltar-se e a descobrir-se com lucidez.

Se sabemos exatamente o que vamos fazer, para quê fazê-lo?

Suprimir os obstáculos não é dar liberdade, mas sim permitir o desregramento, que conduz à desestruturação, à monotonia, ao nada.

Não devemos ter medo de inventar seja o que for. Tudo o que existe em nós existe também na natureza, pois fazemos parte dela.

Para mim só há duas espécies de mulheres: as deusas e os capachos.

É preciso ter muito cuidado com o que se faz, pois é justamente quando nos julgamos menos livres que estamos a ser mais livres.

Leva muito tempo tornarmo-nos jovens.

A arte é a mentira que nos permite conhecer a verdade.

No mundo nada mais existe a não ser o amor. Qualquer que ele seja.

Uma ideia é um ponto de partida e nada mais. Logo que se começa a elaborá-la, é transformada pelo pensamento.

Não há, na arte, nem passado nem futuro. A arte que não estiver no presente jamais será arte.

VOLTAR À PÁGINA INICIAL