Henri Bergson

Mestre de Vida: Woody Allen

Woody Allen Woody Allen 1935 -

Woody Allen

Woody Allen é o nome artístico de Allan Stewart Königsberg. Um dos grandes cineastas de todos os tempos, se notabilizou por roteiros que perscrutam com humor a psicologia humana dos grandes centros urbanos pós modernos, seres ansiosos e difusos que somos. Começou trabalhando como escritor de comédia na década de 50, escrevendo roteiros para televisão e peças curtas de humor. No início de 1960, começou a atuar como comediante de stand-up, enfatizando monólogos ao invés de piadas tradicionais. Em seus filmes, desenvolveu a personalidade de um intelectual neurótico, inquieto e inseguro. Em 2004, o Comedy Central classificou Allen em quarto lugar em uma lista de 100 maiores comediantes de stand up, enquanto uma pesquisa no Reino Unido o classificou como o terceiro maior comediante.

Em meados de 1960, Allen já estava escrevendo e dirigindo seus filmes, influenciado pelo cinema de arte europeu dos anos 1970. Allen - muitas vezes - protagonizou seus filmes. Gravou mais de 40 filmes, foi indicado 23 vezes aos Oscar e ganhou quatro vezes. Atualmente, apresenta-se regularmente como um clarinetista de jazz em locais pequenos em Manhattan.

Ensinamentos:

A liberdade é o oxigênio da alma

A melhor maneira de ser feliz é gostar de seus problemas.

O politico de carreira é aquele que faz de cada solução um problema.

Faço análise há trinta anos e a única frase inteligente que já ouvi do meu analista é a de que preciso de tratamento.

Talvez os poetas estejam certos e o amor seja a única resposta

O pessimista afirma que já atingimos o fundo do poço, o otimista acha que dá pra cair mais.

A vantagem de ser inteligente é que podemos fingir que somos imbecis, enquanto o contrario é completamente impossível

Quando eu era pequeno, meus pais descobriram que eu tinha tendências masoquistas. Aí me passaram a me bater todo dia, para ver se eu parava com aquilo.

Mais do que em qualquer outra época, a humanidade está numa encruzilhada. Um caminho leva ao desespero absoluto. O outro, à total extinção. Vamos rezar para que tenhamos a sabedoria de saber escolher.

O homem explora o homem e por vezes é o contrário.

É muito difícil fazer sua cabeça e seu coração trabalharem juntos. No meu caso, eles não são nem amigos.

Noventa por cento do sucesso se baseia simplesmente em insistir.

E se tudo que conhecemos for uma ilusão, e nada existe de verdade? Nesse caso, acho que paguei demais pelo tapete da sala.

Interessa-me o futuro porque é o lugar onde vou passar o resto de minha vida.

VOLTAR À PÁGINA INICIAL