09/08/2017

Positivos, negativos ou utópicos

Vera Calvet Vera Calvet
"Se olharmos para o momento atual como sendo algo que está expondo todas as feias verdades do ser humano, tudo o que sempre esteve escondido, podemos perceber que é um momento de revelações!"

Crise, complicado, difícil, falta, desonestidade, impotência, impossibilidade, vítimas!

Quantas vezes você tem usado ultimamente, uma ou mais dessas palavras, sejam elas mentais ou expressas de forma audível?

Sem entrar na discussão a respeito do quanto essas imagens nos vêm sendo incutidas pela repetição, está claro que estamos em um momento de mudanças!

Como você transita nesse momento atual?

Os mais negativos, certamente, se sentirão vítimas das situações externas e impossibilitados de reagir. Acusarão os de visão mais positiva como sendo tolos, ingênuos ou crédulos. E verão os seus desejos como utopias!

Seriam as pessoas mais positivas, de fato, seres fora da realidade?

Certamente são pessoas que não compactuam com uma realidade unicamente negativa, limitante ou derrotista! Pois são os que, apesar de verem claramente o lado bom e o ruim de uma situação, se voltam para as possibilidades, para o poder e alternativas que possam ter! São os que podem reverter um evento negativo em positivo! Mas, reverter não significa, necessariamente, muda-lo em sua forma, mas sim, mudar a forma de enxergá-lo!

Se olharmos para o momento atual como sendo algo que está expondo todas as feias verdades do ser humano, tudo o que sempre esteve escondido, podemos perceber que é um momento de revelações! Um momento de verdades expostas! E isso é bastante positivo para o nosso crescimento como civilização e como seres humanos! Pois é um momento onde percebemos que temos que mudar, de qualquer forma!

As máscaras caem, as fraquezas e fragilidades são expostas e fica cada vez mais difícil nos esconder! Até nossas meias verdades, quanto a quem somos, o que sentimos, pensamos e o quanto somos fortes ou fracos para lidar com cada situação, são expostas e convidadas a serem revistas!

Nossos relacionamentos são postos à prova! Nossa capacidade profissional também! Nossas antes escondidas frustrações, berram em nosso íntimo para saírem e serem curadas! Nossa inércia é paga imediatamente com perdas!

Parece que o tempo acelerou e que todas as nossas atitudes e pensamentos, colhem consequências imediatas! E isso não é questão de crença! É observação!

O olhar pessimista verá apenas um momento de vertiginosa descida ao fundo do poço!

Para esses, gostaria de lembrar que no fundo do poço não existe nenhum ralo que nos puxará mais para baixo! No fundo, há uma potente mola que nos impulsionará para a única direção possível: Para cima!

Todo o sofrimento em um momento de crise estará em resistir ao impulso de uma atitude, desapego ou mudança interior necessária! Mudar dá trabalho!

O olhar negativo não é real! Pois exclui a visão do poder pessoal, da mudança e desafios positivos, e da ação possível!

O olhar utópico não é real! Pois exclui a possibilidade de ação, por conta de uma suposta realidade externa mais poderosa e contrária!

Só o olhar positivo pode lidar com a realidade! Pois assume a responsabilidade e poder, topa o desafio da mudança, do desapego, observa o fluxo dos eventos e trabalha com eles! Tem uma visão maior do momento, pois enxerga todos os lados de uma situação, mas não se rende à limitação de nenhum!

Qual será a sua escolha de visão e atitudes?

Por: Vera Calvet

Vera Calvet é arquiteta, vice-presidente do Instituto Ráshuah do Brasil - Núcleo de Meditação e Terapias. Psicoterapeuta, escritora, instrutora de meditação e palestrante. Desenvolveu métodos terapêuticos voltados ao autoconhecimento e técnicas de Meditação, ministrados em todas as unidades do Instituto Ráshuah no Brasil e no exterior: http://www.rashuah.com.br

VOLTAR À PÁGINA INICIAL